Em jogo com muita chuva e intervalo de 50 minutos, Avaí e Brusque empatam sem gols

Atualizado

Avaí e Brusque empataram em 0 a 0 no final da tarde início da noite de muita chuva em todo o Estado. O duelo, inclusive, foi claramente prejudicado pelo volume de água que interferiu no desempenho das equipes e forçou um intervalo de 50 minutos até a drenagem amenizar os estragos no gramado. Com o empate o Leão perdeu os 100% de aproveitamento em casa, mas se manteve em 3º na competição agora com 14 pontos. O Brusque foi a dez pontos e subiu até a 5ª posição.

Partida marcou o jogo de número 399 pelo Avaí - Frederico Tadeu/Avaí FC/divulgação
Partida marcou o jogo de número 399 do Marquinhos Santos pelo Avaí – Frederico Tadeu/Avaí FC/divulgação

Afora o fator Marquinhos Santos, o duelo entre Avaí x Brusque tinha todos os motivos para ser um grande espetáculo. Pelo lado da casa, o ataque mais positivo da competição e de todo o País; pelo lado visitante a necessidade de reabilitação nos pés do artilheiro do campeonato, Hélio Paraíba.

Horas antes da bola rolar a presença do M10 em seu jogo de 399 com a camiseta azurra ficou em segundo plano. Com chuva intensa desde as primeiras horas do dia na grande Florianópolis, o gramado acumulou poças de água e isso, obviamente, interferiu diretamente no desempenho dos dois times.

O jogo

O primeiro tempo, inclusive, foi de igualdade no placar e em todos os quesitos. Os números, no entanto, não traduziram os primeiros 45 minutos da partida que foram de balões e muita água para ambos os lados.

“A condição do gramado desse jeito, não tem muito o que fazer. É seguir jogando bola para ao alto e ver no que pode dar”, resumiu o artilheiro Hélio Paraíba, no intervalo.

O retorno para o jogo, entretanto, demorou mais que o tempo regulamentar de 15 minutos. Foram mais de 50 minutos de espera e indefinição em função da chuva que aumentou no Sul da Ilha. Mesmo assim a arbitragem entendeu por retomar o duelo.

A segunda etapa foi até meio protocolar. O jogo, altamente prejudicado pelas poças no gramado, transcorreu a partir dos lançamentos e das bolas paradas.

O placar, no fim das contas, não mudou. Fim de jogo na Ressacada, 0 a 0.

O Avaí folga no meio da semana já que teve seu encontro com a Chapecoense, pela 9ª rodada, adiado para o dia 27 de fevereiro em função do compromisso do Verdão pela Copa Sul-Americana. O time entra em campo no sábado, contra o Metropolitano, em Blumenau. O Brusque joga no meio da semana contra o mesmo Metropolitano, no estádio Augusto Bauer.

Ficha técnica:

Avaí: Vladimir; Lourenço, Kundê, Betão e Iury; Pedro Castro, Matheus Barbosa, João Paulo, Marquinhos (André Moritz) e Getúlio; Daniel Amorim. Técnico: Geninho.

Brusque: Paulo Sérgio; Edilson (Ianson), Douglas Silva, Neguetti e Airton; Ruan, Maranhão, Karl, Jeferson Renan e Clebinho (Valkenedy); Hélio Paraíba. Técnico: Marcelo Caranhato.

Cartões amarelos: Kundê, Betão, João Paulo, Getúlio (AVA); Edílson, Karl e Hélio Paraíba (BRU)

Arbitragem: Bráulio da Silva Machado; com Maicon Lemos Alves e Guilherme Costa Gonçalves.

Local: estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC); Data: 17/02/19

Público e renda: 2.500 pessoas para uma renda de R$35.032,00

Futebol