Em oito jogos, Vasco diminuiu pela metade o número de gols sofridos

Cruz-Maltino sofreu 43 gols nas primeiras 23 rodadas do Campeonato Brasileiro. Nas últimas oito, levou um a cada partida. Jorginho vê nova formação como motivo

Definitivamente, aquele Vasco que sofreu sete goleadas em 23 rodadas já não existe mais. Nos últimos oito jogos no Campeonato Brasileiro, além de iniciar uma arrancada que pode se tornar histórica em caso de manutenção na Série A, o Cruz-Maltino também melhorou consideravelmente os números defensivos. A média de gols sofridos, neste período recente, caiu pela metade.

Se até a 23 rodada o Vasco tinha sofrido 43 gols, o que dá uma média de quase dois a cada partida, nas últimas oito a equipe sofreu oito. Ou seja, média de um por jogo. O goleiro Martin Silva coloca na conta do técnico Jorginho essa melhora, pelo trabalho dentro e fora de campo:

– Isso é resultado de um trabalho dentro e fora de campo. Às vezes não temos muito tempo para ir a campo trabalhar tecnicamente, mas o Jorginho aproveitou o momento que teve muito bem. Trabalhou defensivamente e ofensivamente, além de transmitir mais confiança para os jogadores.

Ao longo das 23 primeiras rodadas, o Vasco perdeu de 3 a 0 para Atlético-MG, Ponte Preta, Corinthians e Goiás, 4 a 1 para o Palmeiras, 4 a 0 para o Goiás, e 6 a 0 para o Internacional. Além disso, só não levou gol cinco vezes, nos empates com Goiás, Figueirense e Joinville e nas vitórias sobre Flamengo e Avaí. Nestas últimas oito rodadas, além de não ter sofrido gol em duas delas, levou no máximo dois em uma partida, para Cruzeiro e São Paulo, ambas fora de casa.

Para o jogo contra o Grêmio, a defesa será aquela considerada ideal, com Martin Silva, Madson, Luan, Rodrigo e Julio Cesar. Presenças fundamentais para o jogo que, assim como todos os que faltam, será uma decisão para o Vasco. Afinal, qualquer resultado que não seja a vitória dificulta a permanência da equipe na Série A.

MUDANÇAS: O SEGREDO PRA O SUCESSO

O crescimento considerável do Vasco nas últimas rodadas, em relação ao início do campeonato, deixa o técnico Jorginho bastante satisfeito. Para o treinador, o segredo está na nova formação tática. Se antes a equipe jogava no 4-2-3-1, agora atua no 4-4-2, com uma espécie de losango no meio. Algo que melhorou o time.

– A mudança tática, a forma de jogar, agora no 4-4-2, encaixou melhor a nossa equipe. Os jogadores entenderam que tinham que melhorar. Tínhamos dificuldade de ter os jogadores que recompunham pelos lados, e estamos treinando tudo com muita insistência. Deu para encaixar muito bem – comentou o treinador.

É importante lembrar que a mudança não foi apenas tática. Jorginho também mexeu em algumas peças desde a vexaminosa goleada para o Internacional, por 6 a 0, no Beira-Rio, até hoje. Saíram do time, por exemplo, o lateral-esquerdo Christianno e os volantes Guiñazú e Serginho. Entraram Julio Cesar, Bruno Gallo e Andrezinho. Hoje, o Vasco joga sem nenhum cabeça de área de ofício, mas leva menos gols que antes.

Agora, precisa de atenção para não levar gols nos minutos finais.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...