Conteúdo por Gazeta Esportiva

Em “semana desastrosa”, Raí entende cobrança da torcida tricolor

Atualizado

Em seus últimos dois jogos no Morumbi, brigando pelo G4 do Campeonato Brasileiro, o São Paulo acabou derrotado pelo frágil Fluminense e pelo desfalcado Athletico-PR, o que gerou protestos neste domingo. Questionado sobre a atitude dos torcedores mais insatisfeitos, o executivo de futebol Raí foi compreensivo.

O São Paulo assustou em chutes de Reinaldo e Pablo durante o primeiro tempo contra o Athletico-PR, mas foi muito discreto na etapa complementar. Aos 44 minutos, Marcelo Cirino recebeu de Vitinho e bateu de fora da área. Volpi pulou no canto direito e deixou a bola passar.

“A torcida tem razão na cobrança. Foram semanas desastrosas e também estamos cobrando entre nós. Sabemos que temos condições de dar muito mais. Não podemos nunca aceitar o São Paulo nessa situação de sofrer duas derrotas dessas dentro de casa. É algo que o São Paulo nunca vai poder aceitar”, declarou Raí.

Assim que o jogo contra o Athletico-PR terminou, os jogadores são-paulinos ouviram vaias no Morumbi. Após a partida, posicionados diante do portão principal do estádio, torcedores protestaram contra nomes como Daniel Alves, Hernanes e Pato, além de Raí e do presidente Leco.

“Devemos ter inconformismo e mostrar no trabalho do dia a dia. Felizmente, ainda estamos na quinta colocação. Por sorte e alguns resultados. Não foi por nossos méritos, pelo menos nessa semana. Sabemos que o trabalho está sendo bem feito, tem muita consistência e filosofia. O resultado vai vir e tem que vir rápido”, disse o executivo.

Com 52 pontos ganhos, o São Paulo permanece no quinto lugar do Campeonato Brasileiro. Pela 33ª rodada, a equipe tricolor volta a campo para disputar o clássico contra o Santos às 17 horas (de Brasília) deste sábado, no Estádio da Vila Belmiro.

Futebol