Conteúdo por Gazeta Esportiva

Em súmula, árbitro diz que viu golpe de Messi com o ombro

Atualizado

A polêmica expulsão de Lionel Messi marcou a decisão do terceiro lugar da Copa América, realizada na tarde deste sábado, em Itaquera. Na súmula, como de praxe divulgada à imprensa, o árbitro paraguaio Mario Diaz de Vivar explicou sua decisão.

No final do primeiro tempo, após disputar a bola perto da linha de fundo, Messi e Gary Medel se estranharam. O juiz paraguaio, então, resolveu mostrar o cartão vermelho aos dois e uma confusão entre jogadores dos dois times tomou conta do gramado.

Na súmula, Diaz de Vivar escreveu que Messi foi expulso “por confrontar o adversário em um incidente quando a bola já não estava em jogo, desferindo um forte golpe com o ombro”. Já Medel saiu por desferir “com brutalidade golpes com o peito e com o braço no adversário até ser contido por seus companheiros”.

Messi ficou insatisfeito com a expulsão, a ponto de não participar da cerimônia de premiação pelo terceiro lugar como protesto. Em uma entrevista bombástica, o jogador da Argentina falou em corrupção e afirmou que a Copa América está armada para o Brasil.

Copa América