Conteúdo por Gazeta Esportiva

Equador demite técnico após má campanha na Copa América

A má campanha da seleção equatoriana na Copa América culminou na demissão de Hernán Dário Gómez. O anúncio foi feito por Francisco Egas, presidente da Federação Equatoriana de Futebol, que lamentou o fim do ciclo do colombiano.

“É uma pena, porque o nome dele é importante para a história do futebol equatoriano. Ficamos sem ele, com muito pesar”, explicou o dirigente.

Gómez foi responsável por classificar o Equador para sua primeira Copa do Mundo, em 2002. Após passagem pelo Panamá, onde repetiu o feito, o treinador foi contratado pela seleção equatoriana visando o torneio de 2022, no Catar.

Na Copa América, porém, Gómez teve que lidar com as críticas por causa da fraca campanha do time, que foi goleado pelo Uruguai (4 a 0), perdeu para o Chile (2 a 1) e empatou com o Japão (1 a 1), sendo eliminado na primeira fase.

Por fim, o Egas traçou o perfil que pretende buscar no novo comandante. “E os planos e projetos serão feitos de acordo com nossas ferramentas. A ideia é modernizar os nossos trabalhos. Adotar uma postura de jogo para a seleção principal, que deverá ser seguida por todas as categorias de base”, finalizou.

Mais conteúdo sobre

Mais Esportes