Especialista analisa a ‘adiantada’ de Ceni na cobrança de pênalti de Pato

Divulgação

Na semifinal deste domingo entre São Paulo e Corinthians, no Morumbi, o Alvinegro levou a melhor e conquistou a vaga na decisão do Paulistão Chevrolet na disputa por pênaltis: 5 a 4. No entanto, na última cobrança, do corintiano Pato, o capitão são-paulino Rogério Ceni se adiantou e espalmou a bola. No entanto, o árbitro voltou e mandou Pato bater novamente.

Membro da Academia LANCE!, o analista de goleiros Humberto Peron analisa a atuação de Ceni:

“Era tudo ou nada

O árbitro Antonio Rogério Batista do Prado acertou quando determinou que Alexandre Pato repetisse a cobrança que ele fez e foi defendida por Rogério Ceni. Na cobrança, o goleiro se adiantou e muito. O veterano, experiente de tantas disputas, quando definiu esta estratégia de se adiantar o máximo possível, apostou que dificilmente um árbitro volta um lance desse tipo, principalmente no último chute, mas se enganou redondamente.

Ainda poderia ter alguma esperança que Pato poderia ficar nervoso e desperdiçar a segunda cobrança, o que não aconteceu. Todos os goleiros se adiantam nas cobranças de penalidades, mas no lance de ontem, Rogério Ceni extrapolou tanto na irregularidade que um dos seus pés, após a defesa, bateu no gramado a pouco mais de um palmo antes da linha da pequena área.”

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...