Conteúdo por Gazeta Esportiva

Estádio Centenário é transformado em albergue em meio à crise do coronavírus

O icônico Estádio Centenário, em Montevideu, no Uruguai, abriu suas portas nesta quarta-feira para abrigar pouco menos de 30 moradores de rua e pessoas que se enquadram nos grupos de risco relacionado ao novo coronavírus.

Estádio Centenário, em Montevidéu, construído para a Copa do Mundo de 1930

Todas as 28 pessoas que estão alojadas no estádio são homens, com imunodefiência e que sofrem de doenças crónicas – como, por exemplo, diabetes e Síndrome da Imunodeficiência Humana Adquirida.

A informação é todos ficarão logo abaixo da Tribuna Amsterdam, local esse onde a seleção do Uruguai já se hospedou diversas vezes antes da construção do Complejo Celeste.

No primeiro andar do abrigo, as pessoas terão acesso à cozinha e duas salas. Já no outro piso, a instalação está equipada com banheiros e quartos com camas individuais.

Todos os 28 homens permanecerão no estádio até que a situação envolvendo o novo coronavírus se normalize, segundo divulgado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MIDES).

De acordo com dados do governo uruguaio, 182 pessoas contrairam o novo coronavírus até o momento.

Futebol