Conteúdo por Gazeta Esportiva

Estafe e jogadores do Inter foram julgados pela confusão contra o Palmeiras

Depois de semanas, Inter é punido pela confusão na partida contra o Palmeiras (Foto: Ricardo Duarte/Site do Inter)

Depois de conquistar a classificação para a semifinal da Copa do Brasil, estafe e jogadores do Internacional foram denunciados ao Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Nesta sexta-feira, alguns dos envolvidos na confusão foram absolvidos. O meia D’Alessandro, o vice de futebol Roberto Melo e Rodrigo Caetano, diretor executivo do clube, foram os inocentados.

O jogador Pedro Lucas, por sua vez, foi punido três jogos de suspensão. Depois da disputa de pênaltis, o atleta saiu do banco de reservas para discutir com Rafael Traci, árbitro da partida. O centroavante responderá ao artigo 243-F, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva por ofensa.

Além disso, Rafael Antoniutti, assessor de imprensa, desrespeitou os membros da equipe de arbitragem e não poderá exercer suas atividades por 30 dias, conforme artigo 258. A mesma pena será aplicada ao gandula Colorado. Por fim, a diretoria do Internacional terá que arcar com uma multa de R$ 3 mil.

Futebol