Eurico dispara contra arbitragem: ‘Têm que voltar para a escolinha’

Presidente do Vasco contestou a não validação do gol de Marcinho contra o Barra Mansa. Mandatário ressaltou que os atuação do time não seguiu a tradição do clube

Divulgação

O gol marcado por Marcinho contra o Barra Mansa, mas anulado pela arbitragem, não foi ignorado pelo presidente do Vasco, Eurico Miranda. O mandatário se pronunciou nesta quinta-feira, antes da apresentação de Gilberto, e aconselhou árbitro e auxiliares a estudarem novamente as regras do jogo.

– Pedi para falar com todos a respeito do que aconteceu ontem. Deixar sem maiores comentários o seguinte. Isso vai a quem interessar possa. Tanto ao auxiliar, à auxiliar, e, principalmente, ao árbitro da partida, não lhes resta outra coisa se não voltar para a escolinha – disparou o cartola.

O lance foi no fim do jogo, e o Vasco pressionava, depois de ter empatado o duelo em São Januário. Eurico explicou qual, na opinião dele, deveria ter sido o comportamento da auxiliar Andréa Izaura de Sá e do árbitro Raphael Silvano Ferreira Silva na jogada.

– Ela pode ter se precipitado em ter visto que o Marcinho estava em posição de impedimento. Mas, a partir do momento que ela tem a confirmação de que a bola bateu no defensor, não restava outra atitude ao árbitro senão voltar atrás e dar o gol.

O mandatário ressaltou que não quer, com as críticas, justificar o empate de seus empregados com um time pequeno. Ele corroborou as palavras de Doriva após o jogo, afirmando que os atletas não honraram as tradições do Vasco.

– Acho que o time do Vasco, para jogar com o Barra Mansa, com todo o respeito que possa ter, não tem que depender de um erro de árbitro. O Vasco não jogou absolutamente nada. Não jogou como Vasco e teve como consequência aquele resultado – finalizou.

Eurico voltou ao clube após as eleições de dezembro. Tomou posse em dezembro e vem mudando as rotinas internas e de declarações por parte do Cruz-Maltino.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...