Evando evita jogar a toalha na Série A e projeta o futuro “jogo a jogo”

Atualizado

“Se tivesse jogando durante todo o campeonato como hoje, o Avaí não estaria nessa situação”. Foi a fala mais emblemática de Evando ao longo da sua coletiva pós-jogo, logo depois da derrota por 2 a 0 para o Inter, na noite desta quinta-feira (17).

Avaí x Internacional, pela Série A 2019 – Foto: Frederico Tadeu/Avaí FC

Evando lembrou toda a entrega do Avaí diante do Inter que, mesmo com jogador a menos, conseguiu agredir o adversário, ao menos, enquanto o placar apontava 1 a 0 para o time colorado.

Leia também

“Eu queria, antes de qualquer coisa, parabenizar os atletas pela postura e pelo jogo que fizeram, mas é inegável que tivemos que jogar a partida inteira com um a menos. E o adversário, é importante lembrar, foi montado para disputar títulos nacionais e internacionais”, argumentou o treinador.

Embora a situação complicada na tabela de classificação, Evando entendeu por não “jogar a toalha”, mas sim, encarar jogo a jogo até o desfecho da competição.

“Eu não vim aqui para falar sobre o futuro, sobre o que vai acontecer. Nós precisamos fazer jogo a jogo, encaramos o Ceará, agora recebemos o Inter e vamos para o duelo contra o São Paulo e vamos para tentar vencer. É isso”, projetou o treinador.

O técnico já se reapresenta, juntamente com o grupo de jogadores, nesta sexta-feira (18), para montar a equipe que joga no Morumbi, às 16h do próximo domingo.

Apesar de contar com os retornos de Gustavo Ferrareis e Brenner, que não puderam ser utilizados por vínculo com o Inter, Evando precisa pensar o time, a princípio, sem Igor Fernandes e Caio Paulista.

Igor precisou ser cortado da delegação em função de um problema muscular, já o atacante, precisou ser substituído na segunda etapa da partida após sentir um problema. Eles engrossam a lista de machucados que ainda conta com Iury, Daniel Amorim, Jonathan, Pedro Castro e Léo, todos machucados.

Futebol