Conteúdo por Gazeta Esportiva

Everson, do Santos, comenta sobre erros na saída do gol: “Falta eu aprimorar, sim”

Everson faz autocrítica

Everson, do Santos, não fugiu das perguntas e mostrou autocrítica em entrevista concedida na última quarta-feira, para a Rádio Transamérica. 

O goleiro do Peixe admitiu erros na bola parada ao ser questionado sobre ter de melhorar em falhas na saída do gol.

“Sim (precisa melhorar), até pelos gols que tomamos nos últimos jogos. Falta eu aprimorar, sim, mas o sistema defensivo como um todo também, se entender um pouco melhor. Mudamos a forma de marcação, era mista e individual, agora é mais zonal. Dificulta para mim e para os outros. Sei que errei em alguns gols, assumi responsabilidade no vestiário. Não sou culpado sempre, mas serei sempre responsável por eles. Cabe a nós trabalhar para minimizar erros e diminuir os gols de bola parada”, disse Everson.

O titular do Alvinegro desde 2019, na chegada do Ceará, também respondeu aos que acreditam no espaço ganho apenas pela boa saída com os pés.

“Não cheguei no Santos por amizade, Sampaoli me pediu por ver meu trabalho no Ceará. Não só pelo pé, mas pelas mãos. Fui o goleiro com mais defesas difíceis eleito pela CBF (em 2018). Jogar com os pés é importante para goleiro, acompanhamos o futebol moderno, assim como lateral cruzar e defender, volantes que antigamente roubavam e agora roubam e pisam na área para ajudar no ataque. Futebol muda, procuro tirar coisas boas. Joguei todas as divisões do Campeonato Brasileiro e cheguei no Santos. Não é para tirar críticas da crônica, é normal e realidade do futebol, mas trabalho para jogar bem com os pés e principalmente com as mãos para ajudar o Santos”, concluiu o goleiro.

O Santos sofreu nove gols em 12 jogos na temporada. O futebol brasileiro está paralisado em meio à pandemia do novo coronavírus e não há prazo para retorno. Atletas e funcionários estão em férias coletivas de 1 a 20 de abril.

Mais conteúdo sobre

Futebol