Conteúdo por Gazeta Esportiva

Everton cita espaço deixado por Neymar e desejo por grande liga europeia

Everton começou a Copa América como terceira opção para a ponta esquerda do ataque. A lesão de Neymar e a atuação pouco convincente de David Neres abriram espaço para o gremista, que no fim terminou como artilheiro do torneio e recebeu o prêmio de melhor jogador da decisão com o Peru, no Maracanã, nesse domingo.

“Se o Neymar estivesse, talvez eu tivesse poucas oportunidades. Eu tinha isso em mente. Quando eu tivesse essas poucas oportunidades eu precisava aproveitar ao máximo. Aconteceu que ele se lesionou, tive um pouco mais oportunidade e acabei correspondendo”, comentou, sem deixar de agradecer os conselhos de Tite.

“Um negócio que ele falou é que você tem que ter confiança em si. No momento em que eram disputas mais difíceis no jogo eu confiei em mim, e quando você tem isso, você acaba levando vantagem”.

Agora, Everton já pensa no futuro. Primeira, sua intenção é reforçar o Grêmio o quanto antes. Mas, o desejo de jogar no exterior é grande, e não em qualquer lugar.

“Quando você quer jogar em alto nível você quer as grandes ligas europeias. Quanto a isso eu estou bem tranquilo, é procurar me adaptar”, afirmou.

Copa América