Ex-aposentado, Héverton deixa de ser vilão e vive noite de herói pelo Paysandu

Pivô do 'caso Lusa' desiste da aposentadoria em três dias, luta contra estigma de 'vilão' e brilha na primeira partida da final da Copa Verde

Divulgação

Protagonista do rebaixamento da Portuguesa para a Série B do Campeonato Brasileiro nos tribunais, o meia Héverton passou por um período turbulento em sua carreira e parece estar reencontrando os caminhos da tranquilidade. Uma semana após desistir de sua aposentadoria, três dias após tê-la anunciado, o jogador viveu na última terça-feira (8) no Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, em Belém, durante a primeira partida da final da Copa Verde, um momento de herói. Diferentemente do último caso que o jogador se envolveu, dessa vez Héverton salvou seu time. O Paysandu perdia a partida por 1×0 para o Brasília e o meia iniciou a reação do clube paraense, que terminou o confronto vencedor. Com o resultado de 2×1, o clube leva a vantagem do empate para a partida decisiva fora de casa.

Com o Mangueirão lotado Héverton foi muito aplaudido pela torcida do Paysandu ao ser substituído aos quinze minutos do segundo tempo. O jogador se emocionou com seu momento e o carinho que recebeu e se declarou para a torcida do “Papão” após a partida por meio de seu perfil em uma rede social.

As equipes realizam a partida de volta da final da Copa Verde no próximo dia 21 de abril, no feriado de Tiradentes e aniversário da capital federal. O confronto, marcado para acontecer no Estádio Elmo Serejo Farias, em Taguatinga, pode ser trasnferido para o Mané Garrincha, mas ainda depende de alguns laudos que precisam ser apresentados pela Federação Brasiliense de Futebol (FBF).

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...