Conteúdo por Gazeta Esportiva

Felipe Melo fala em aposentadoria no Palmeiras e brinca sobre China: “Por cinco milhões por mês”

Felipe Melo quer encerrar carreira no Palmeiras (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Titular incontestável e vivendo um dos seus melhores momentos na carreira, Felipe Melo tem sido um dos principais destaques da equipe do Palmeiras na temporada. Com 26 partidas e dois gols, o jogador assinou sua renovação com o Verdão até o final de 2021.

Aniversariante do dia, o volante, que completa 36 anos nesta quarta-feira, reiterou, em evento da Adidas, a ideia de pendurar as chuteiras vestindo a camisa do clube paulista.

“Eu sou torcedor do Flamengo, é o clube que me revelou, que abriu as portas do futebol para mim. Quando eu cheguei aqui (Palmeiras), o pessoal me criticou, mas você se torna ídolo pelo que faz no dia a dia e no final, algumas vezes, é contemplado com um título, como aqui no Palmeiras. Eu tenho um carinho pelo Flamengo, mas eu sou Palmeiras. Eu não sei mais quantos anos de futebol eu tenho, mas a minha ideia é encerrar aqui”, disse o jogador.

O atleta descartou sair do Verdão e ainda brincou sobre uma possibilidade de se transferir para o mercado asiático por um generoso salário. “Sabe, não sei até quando vai rolar, mas eu não me vejo em outro clube no Brasil. Claro que se amanhã a China chega e fala vou te dar ai cinco milhões por mês. Você trabalha comigo, fica um mês só e tchau (risos). Mas isso não vai acontecer e eu já falei inúmeras vezes que eu sou muito grato a tudo que o Palmeiras fez comigo”, comentou.

Por fim, o volante rechaçou a ideia de defender outro time do futebol paulista e enfatizou a identificação que criou com a torcida palestrina nos últimos anos.

“É complicado jogar em um rival depois de tudo que já aconteceu nesses três anos aqui no Palmeiras. Como é que eu jogaria no Corinthians, por exemplo? Acho que não é questão de dinheiro. Eu, graças a Deus, não tenho mais o problema de dinheiro. Eu sou um cara que, não sei se é bom ou ruim, veste a camisa. É impossível”, concluiu Felipe Melo.

*Especial para a Gazeta Esportiva

Futebol