Conteúdo por Gazeta Esportiva

Felipe Melo revela admiração pelo futebol uruguaio e argentino: “Gosto da forma agressiva”

Melo destacou futebol argentino e uruguaio (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Felipe Melo causou polêmica em seu primeiro dia de Palmeiras ao afirmar que, se fosse preciso “dar tapa na cara de uruguaio” ele o faria. Fato é que, dois anos e meio depois e vivendo uma temporada bem mais tranquila e com ótimo desempenho, o atleta declarou, em evento da Adidas, que tem uma admiração pelo futebol dos vizinhos sul-americanos, justamente pela agressividade.

“Eu gosto muito do futebol argentino, assim como o futebol uruguaio, justamente por essa forma agressiva de ser. De roubar a bola quando não tem. O Uruguai nessa Copa América é um exemplo disso”, afirmou o camisa 30, que é apenas o 85º que mais comete faltas em média no Brasileirão.

Agressivo ou não, o estilo de jogo do Palmeiras não está entre os mais faltosos do Campeonato Brasileiro. A equipe de Luiz Felipe Scolari é apenas a décima que mais comete faltas na competição, com média de 13,1 por partida. É um dos poucos números que o Verdão não lidera na competição: é o primeiro colocado a tabela de classificação, com o melhor ataque e melhor defesa.

“Um time que tem o melhor ataque, a melhor defesa do Brasileiro, que se classificou em primeiro no geral da Libertadores, vai mudar o que? Não tem o que mudar. Eu acho que fica até feio uma pessoa falar mal do que o Palmeiras tem feito. Eu acho que o inteligente de quem quer falar mal é esperar uma derrota, que vai acontecer, assim como quando ficamos um longo tempo sem levar gol e tomamos”, disse o jogador, que emendou.

“Eu como um cara que respiro futebol, gosto e entendo de falar do tema, vejo alguns comentários que não cabem no momento. Espera para falar mal quando perder, quando chegar o momento. Futebol é fase. Pelo menos para mim, muitas vezes eu dou gargalhada, porque muitas vezes são pessoas despreparadas”, concluiu Felipe Melo.

*Especial para a Gazeta Esportiva

Futebol