Conteúdo por Gazeta Esportiva

Fifa confirma novas datas da Euro e da Copa América e toma decisões em relação ao Covid-19

Por meio de uma videoconferência realizada nesta quarta-feira, o Bureau do Conselho da Fifa homologou algumas das medidas tomadas para combater a disseminação do novo coronavírus. A entidade incluiu no calendário internacional as novas datas da Eurocopa e da Copa América, realizadas entre 11 de junho e 11 de julho de 2021, e comunicou que decidirá futuramente sobre o reagendamento do novo Mundial de Clubes.

Além disso, a Fifa também anunciou o desenvolvimento de um grupo de trabalho entre as confederações, com o intuito de monitorar a evolução da situação em cada continente e agir de maneira coordenada para resolver as questões relativas à pandemia do Covid-19 no futebol.

Fifa comunicou que decidirá futuramente sobre Mundial de Clubes

O objetivo é garantir que sejam encontradas soluções que atendam a todas as competições, de todos os níveis, garantindo a saúde dos participantes. Como medida de prevenção à transmissão da doença, diversas competições no mundo inteiro foram paralisadas por tempo indeterminado.

A entidade também informou que irá checar se há a necessidade de emendas ou alterações temporárias ao sistema de regras de transferências de jogadores, para proteger as relações contratuais entre atletas e clubes, ajustando os períodos de registro.

Considerando o impacto econômico da situação, a Fifa ainda irá avaliar se será necessária a criação de um fundo de suporte financeiro a nível mundial e como os mecanismos para isso seriam definidos.

Para completar, a entidade comunicou a doação de 10 milhões de dólares para a Organização Mundial da Saúde (OMS), para o fundo de resposta ao vírus da Covid-19.

“Essa situação excepcional exige medidas e decisões excepcionais. Essa crise afeta o mundo inteiro e é por isso que as soluções precisam levar em consideração os interesses de todas as partes ao redor do mundo. Hoje mostramos novamente um espírito de cooperação, solidariedade e unidade. Gostaria de agradecer a todos os presidentes das confederações por suas contribuições e esforços positivos. Conto com o apoio de toda a comunidade do futebol para avançar”, declarou o presidente da Fifa, Gianni Infantino.

Copa América