Conteúdo por Gazeta Esportiva

Fifa confirma três candidatos para sediar Copa do Mundo feminina de 2023

A Fifa confirmou na manhã desta quarta-feira os três países que concorrerão para sediar a Copa do Mundo feminina de futebol em 2023. Uma videoconferência será realizada no próximo dia 25 para uma nova votação.

Com a desistência do Brasil, devido ao de cenário de austeridade econômica e falta de apoio do Governo Federal, sobraram na disputa Colômbia, Japão e uma parceria entre Austrália e Nova Zelândia.

“Um ano depois da realização histórica do Mundial Feminino na França, o Conselho da Fifa vai decidir qual será a sede da nona edição do torneio em 2023, quando esperamos que seja ainda maior e melhor. A qualidade das candidaturas é uma mostra do momento maravilhoso que o futebol feminino está vivendo e estamos procurando levá-lo a um nível mais alto”, falou a senegalesa Fatma Samoura, secretaria-geral da entidade máxima do futebol.

A Copa do ano passado foi um sucesso. O torneio mobilizou massas e teve quebra de recorde de audiência na televisão. A Seleção Brasileira foi eliminada nas oitavas de final para as donas da casa.

Futebol Feminino