Fifa diz que árbitro não usou vídeo para validar 1º gol de Diego Costa

Depois do empate por 3 a 3 diante da Espanha, a seleção de Portugal, inclusive o técnico Fernando Santos, reclamou de falta em Pepe no lance do primeiro gol de Diego Costa. E a Fifa se posicionou avisando que o juiz italiano Gianluca Rocchi decidiu validar a jogada sem utilizar o árbitro de vídeo.

Em comunicado divulgado pela agência AFP, a Fifa informou que o árbitro recorreu a uma “verificação sem visualização”, mas não ao VAR (sigla em inglês de “Video Assistant Referee”, assistente de vídeo para o árbitro, em português). O italiano teria apenas consultado seus assistentes, confirmando sua impressão de que não houve irregularidade.

– Aconteceu uma comunicação com o árbitro central em um gol de Diego Costa depois de um contato com Pepe. Perguntou aos auxiliares se haviam visto algo. Responderam que estava tudo certo – explicou a Fifa.

O choque entre Pepe e Diego Costa, ambos nascidos no Brasil, ocorreu no domínio do atacante, quando estava 1 a 0 para o time de Cristiano Ronaldo. O zagueiro de Portugal caiu e ficou alguns segundos no chão, enquanto o jogador da Espanha seguiu jogando e abrindo espaço na área adversária até balançar as redes. O técnico lusitano Fernando Santos reclamou que houve “uma falta bem clarinha”.

Portugal e Espanha terminaram a primeira rodada do Grupo B com um ponto cada. O Irã lidera a chave, com três pontos, e Marrocos é o lanterna, com zero. Os lusos voltam a jogar às 9h de quarta-feira, contra Marrocos, em Moscou, e encerra a primeira fase às 15 do dia 25, em Saransk, diante do Irã. A Fúria, por sua vez, encara o Irã na quarta-feira, às 15h, em Kazan, e, no dia 25, pega Marrocos, em Kaliningrado.

Esporte