Figueirense e Avaí empatam em clássico marcado por caras conhecidas e confusão

Atualizado

Figueirense x Avaí, pelo brasileirão de Aspirantes – Patrick Floriani/FFC

Figueirense e Avaí enfrentaram-se na tarde desta sexta-feira (5), no estádio Orlando Scarpelli e empataram em 1 a 1. O encontro foi válido pela 7ª rodada do brasileirão de Aspirantes. O time da casa, com o empate, garantiu sua classificação à segunda fase da competição. O Avaí, por outro lado, precisa de uma vitória na última rodada contra o Sport Recife, dentro da Ressacada, às 15h.

O fato de ser pelo campeonato sub23 da CBF era um mero detalhe. Todos os ingredientes necessários estiveram no bairro do Estreito nessa tarde fria: os dois maiores rivais de Santa Catarina, lances plásticos, gols, caras conhecidas e expulsões.

Na noite anterior, após o título da Recopa Catarinense, o técnico Hemerson Maria já adiantara pelos atletas do grupo principal que estariam em campo diante do grande rival. Dos 11 jogadores que começaram a partida pelo time de Rodrigo Casarin, oito já iniciaram um jogo como titular no time principal. Alguns nomes como Pereira, Kauê, Guilherme e João Diogo, por exemplo, são bem conhecidos do torcedor alvinegro.

No lado do Avaí o time do técnico Fabrício Bento não foi diferente. Luan Pereira, principal nome da base do Leão e que, frequentemente está entre os titulares entrou em campo com a camisa 10. Léo Lopes, Marcinho, Falcão e Gabriel Lima foram outras das caras conhecidas.

O jogo

Com a bola rolando o placar foi construído no primeiro tempo: O Avaí saiu na frente após cruzamento na área onde Luan Pereira dominou no peito e, na caída da bola, mandou para o fundo da rede de Matheus Vidotto. 1 a 0.

Poucos minutos depois chegou o empate com outra cara conhecida. Renner, o lateral-esquerdo, cruzou na área e Jean Martin – outra cara conhecida – mandou de cabeça para o fundo de Léo Lopes. 1 a 1.

Na segunda etapa o jogo ficou aberto e com chances para os dois lados. O espaço foi naturalmente aberto após as expulsões de Pereira e Guilherme, ambos do Figueirense. Apesar da vantagem numérica, o Avaí não conseguiu superar o rival.

O final do jogo deu tempo ainda para os atletas se envolverem em uma pequena confusão, nada que a árbitra Charly Wendy não tenha contornado com mais cartões.

Futebol