Figueirense perde a invencibilidade para o JEC, mas se classifica à semifinal do Estadual

Atualizado

Um lance bizarro aos dez minutos mudou totalmente a história natural do jogo entre Figueirense e Joinville, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis na noite deste domingo. O JEC venceu o Alvinegro por 1 a 0, derrubou a invencibilidade do adversário e entrou definitivamente na briga por uma vaga na semifinal do Campeonato Catarinense 2019. Já o Figueirense deixou escapar a liderança para o rival Avaí, que venceu o Criciúma por 2 a 0 na rodada, mas ainda assim está garantido nas semifinais da competição.

Nathan Cachorrão, do Joinville, comemora após marcar gol em partida contra o Figueirense, ANTÔNIO CARLOS MAFALDA/MAFALDA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO/ND

Logo aos dez minutos, uma indefinição na saída de jogo entre Pereira e Ruan Renato fez a bola sobrar para Nathan Cachorrão finalizar de primeira para marcar o gol do Joinville. Além da vantagem, o lance causou uma série de acontecimentos cruciais. O autor do gol recebeu cartão amarelo pela comemoração e o lateral-esquerdo alvinegro Alemão Teixeira foi expulso, na tentativa de agredi-lo.

Com um a mais o Joinville dominou o meio de campo, segurou o ímpeto do adversário e se manteve bem postado. A situação ficou ainda mais confortável para o JEC quando Hugo Almeida e Pereira trocaram tapas e socos em uma disputa de bola e também foram para o chuveiro mais cedo.

No segundo tempo, o técnico do Joinville Felipe Surian recuou o time e o Figueirense partiu para o abafa. Mesmo com um a menos, o Furacão criou mais, finalizou muito e só não marcou porque o goleiro Jefferson “fechou o gol”. Ou melhor, até marcou, com Júlio Rusch, mas em posição irregular assinalada pela arbitragem.

Com o resultado, o JEC foi aos 20 pontos na sexta colocação. O Figueirense ficou nos 30, em segundo. Matematicamente, o Alvinegro se classificou à semifinal, juntamente com o Avaí, e a briga a partir de agora a disputa é pela primeira colocação para ter vantagem nas semifinais e finais da competição.

Ficha técnica

FIGUEIRENSE: Denis, Alemão Teixeira, Pereira, Ruan Renato e Brunetti (Guilherme); Zé Antônio, Betinho, Júlio Rusch (Guilherme) e Juninho; Willian Popp e Rubens (João Diogo). Técnico Hemerson Maria.

JOINVILLE: Jefferson, Eduardo Melo (Diego Bispo), Marlon, Luan e Erick Daltro; Leandro Bulhões (Caxito), Ananias e Wellington Rato; Caíque, Nathan Cachorrão (Thiago Costa) e Hugo Almeida. Técnico: Felipe Surian.

Local: estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Data: 24/3/2019. Hora: 18h. Arbitragem: Rafael Traci auxiliado por Thiago Americano Labes e Diego Leonel Félix.

GOL: Nathan Cachorrão, 10/1t (JEC)

CARTÕES AMARELOS: Nathan Cachorrão, Leandro Bulhões, Ananias, Caíque Wellington Rato (JEC); Júlio Rusch (Figueirense)

CARTÕES VERMELHOS: Alemão Teixeira, Pereira (FIG) e Hugo Almeida e Caíque (FIG)

Futebol