Escudo: Ponte Preta
PON Ponte Preta
Escudo: Figueirense
FIG Figueirense
Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP) - 12/11/2019 às 20h30

Figueirense bate a Ponte Preta, embala na Série B e deixa o Z4

Respira, Furacão! O Figueirense foi à Campinas (SP), venceu a Ponte Preta por 3 a 1 e saiu do Z4 da Série B 14 rodadas depois. O Furacão, que ainda contou com a ajuda do Criciúma que venceu o Londrina, chegou a nove jogos de invencibilidade e, agora, só depende de si para se manter na Série B.

O Furacão recebe o Cuiabá, no próximo domingo, às 18h30, no fechamento da rodada em duelo que se desenha simbólico para o clube.

Ponte Preta x Figueirense, pela Série B 2019 – Foto: Ponte Press/Álvaro Júnior/divulgação

História do jogo

Havia um cenário desejado por toda nação alvinegra, antes da bola rolar, caso isso fosse possível o fazer: vitória sobre a Ponte Preta e derrota do Londrina para o Criciúma, no mesmo horário, no Sul de Santa Catarina.

Esse panorama, pouco depois do relógio marcar 20h30, se consolidou. Com um minuto de bola rolando o atacante Jefferson Renan fez bela jogada pela esquerda, driblou a marcação e achou uma brecha com linda enfiada para Rafael Marques. O centroavante, com um toque, tirou do goleiro e saiu para o abraço. Foi o 5º gol dele na Série B, o 6º com a camisa do Figueirense.

Pouco tempo depois, no Sul de Santa Catarina, o (também) centroavante Léo Gamalho abriu o placar para o Criciúma sobre o Londrina e, assim, confirmou a saída do Figueirense da zona do rebaixamento da Série B, 13 rodadas depois de ingressar.

O problema é que, em seu papel, o Figueirense recuou demais e deu todo o campo para o time da casa tomar as rédeas da partida. Mesmo sem pretensão na competição, foi o que a Macaca fez. Passou a tocar a bola, achar espaços e agredir o Furacão que não achava espaço nem para contra-atacar.

Aos 28’, o castigo chegou. Conrado derrubou Marquinhos dentro da área e o árbitro assinalou a penalidade. Roger, o centroavante, bateu e assinalou o seu 13º tento na competição.

O time de Pintado, mesmo após o gol, seguiu recuado e quase tomou a virada, em lance milagroso de Guilherme Pegorari.

Segundo tempo

A segunda etapa revolucionou o futebol e, principalmente, a postura do Figueirense no jogo. O time aperfeiçoou o que fez na primeira etapa, quando aplicou uma blitz no adversário e rapidamente chegou ao gol.

A segunda etapa o time repetiu a postura, mas ao contrário do tempo anterior, manteve a postura de sufocar a Ponte Preta dentro do seu campo. Com dez minutos o time somara três finalizações perigosas e cinco escanteios.

O gol do desafogo, no entanto, veio com dedo do técnico Pintado. Ele mandou Andrigo ao campo na vaga de Breno, e a mudança forçou o meia Fellipe Mateus a ocupar o flanco esquerdo de ataque. Foi lá que nasceu o gol.

Fellipe Mateus ganhou na garra da defesa, arrastou a marcação até a linha de fundo e rolou para o meio onde Andrigo, na risca da pequena área, mandar para rede de Ygor que, dessa vez, não pode fazer nada.

Com a vantagem no placar e a calma nas ações, o Figueirense ainda achou tempo para ampliar. Betinho roubou uma bola no campo de ataque, tocou para Fellipe Mateus que enfiou linda bola para Victor Guilherme. Ele teve tempo de, as costas da marcação, dominar, olhar para a área e fuzilar o goleiro Ygor.

Próxima parada

O Figueirense volta à Série B no domingo (17), a partir das 18h30, no penúltimo jogo da equipe dentro do estádio Orlando Scarpelli, em 2019. Já a Ponte Preta visita o CRB, em Alagoas, no sábado, às 16h30.

Ficha técnica:

Ponte Preta: Ygor Vinhas; Edilson, Renan Fonseca, Henrique Trevisan e Guilherme Guedes; Washington (Vinícius Zanocelo), Camilo, Araos e Renato Cajá (Marcondele); Marquinhos (João Carlos) e Roger. Técnico: Gilson Kleina.

Figueirense: Pegorari; Luis Ricardo, Alemão, Ruan Renato e Conrado; Patrick (Pereira), Betinho e Fellipe Mateus; Jefferson Renan (Victor Guilherme), Rafael Marques e Breno (Andrigo). Técnico: Pintado.

Gols: Roger (29/1T); Rafael Marques (1/1T), Andrigo (23/2T), Victor Guilherme (41/2T)

Cartões amarelos: Gilson Kleina, Marquinhos (PON); Luis Ricardo, Alemão, Ruan Renato, Betinho (FIG)

Arbitragem: Gilberto Rodrigues Castro Júnior (PE); auxiliado por Clovis Amaral da Silva (PE) e Bruno César Chaves Vieira (PE).

Local: estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP). Data: 12/11/19.

Lances da partida

Esportes