Figueirense se reapresenta, projeta o jogo contra o Brusque, mas já mira o clássico

Atualizado

Marcílio Dias x Figueirense – Bruno Golembiewski

O Figueirense se reapresentou nesta quinta-feira (7) depois do empate sem gols com o Marcílio Dias, na noite anterior, em Itajaí. Apesar de não ser publicamente admitido, a comissão técnica dá a devida atenção ao duelo de sábado, contra o Brusque, no estádio Orlando Scarpelli, mas já está de olho no outro final de semana, data do clássico diante do Avaí, dessa vez, na Ressacada. O zagueiro Alemão segue fora do time e, a baixa do dia, ficou por conta do jovem Matheuzinho que acusou dores musculares. A princípio o atleta não preocupa.

Com a tabela do Catarinense devidamente ajustada, o Furacão já traça o planejamento da reta final da primeira fase. Com a classificação encaminhada, o clube acredita na vantagem de terminar nas primeiras posições, já que as melhores campanhas têm o direito de jogar em casa nas semifinal e final. Além de vencer os demais compromissos, o alvinegro do bairro Estreito quer apostar no confronto contra o líder Avaí agendado para o dia 17, no Sul da Ilha.

O grupo reapresentou-se nesta quinta-feira e já se desenha para o jogo contra o Brusque. Há quem defenda, mas não trata-se de coincidência que os três jogadores pendurados até então, tomaram o terceiro cartão amarelo e ficam fora do duelo marcado para as 18h deste sábado. Maria adiantou em entrevista coletiva a intenção de explorar o grupo de atletas, atualmente, composto por 19 jogadores oriundos da base.

Jean e Elias, por exemplo, dois volantes que jogaram e foram bastante elogiados pelo técnico, devem ir a campo. Outro que pode ganhar mais chances é o atacante Echaporã, destaque da Copa São Paulo de Futebol Júnior, que fez sua estreia pelo profissional em Itajaí.

O grupo se reapresenta na tarde desta sexta-feira onde treina a partir das 16h.

Futebol