Conteúdo por Gazeta Esportiva

Fluminense luta, mais não sai do zero contra o Vasco

O Fluminense se esforçou muito na noite deste domingo no clássico contra o Vasco e dominou a maior parte do confronto válido pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar das muitas chances de gol criadas, o placar não saiu do zero a zero no Maracanã.

O empate não foi bom para ambos, e pior para o Tricolor, que segue na zona do rebaixamento, na 17ª colocação com 31 pontos, e pode até cair uma posição se o CSA vencer o Athletico-PR neste domingo, na Arena da Baixada. A equipe de Vanderlei Luxemburgo se manteve na 11ª posição, com 39 pontos.

O Vasco volta a campo na próxima quarta-feira, quando recebe o Palmeiras em São Januário. Já o Flu vai ao Morumbi desafiar o São Paulo na quinta-feira.

Flu manda no primeiro tempo

Pressionado pela ameaça de rebaixamento, o Fluminense entrou em campo mais determinado que o Vasco. Com uma formação que deixava Paulo Henrique Ganso mais avançado e com menos responsabilidade na marcação, o Tricolor dominou a posse de bola e criou as melhores chances de gol. Apagado e lento na saída de bola, o Vasco chegou menos vezes perto do gol de Muriel.

Com menos de um minuto de bola rolando, Ganso cobrou lateral pela direita do ataque e lançou Allan, que entrou na área e chutou em cima de Fernando Miguel. A primeira descida perigosa do Vasco veio num lance em que Marrony desceu pela esquerda, foi ao fundo e cruzou rasteiro para o meio da área. O zagueiro Digão quase marcou contra ao tentar cortar a bola, que acabou saindo pela linha de fundo.

O gol do Flu quase saiu no minuto seguinte. Ganso dominou na entrada da área pela esquerda e tocou por cobertura do outro lado para Danielzinho, que mandou de primeira e acertou o travessão de Fernando Miguel. O Vasco subiu pela direita, Rossi levantou ma área e Marrony acerta bela cabeçada e manda a bola tirando tinta da trave.

O Flu voltou a desperdiçar uma ótima chance de abrir o placar aos 34, em boa trama do ataque. Ganso tabelou com Yony González e tocou para a entrada de Nino livre na área pela esquerda, mas o zagueiro mandou a bola na rede pelo lado de fora.

O Vasco ameaçou aos 37 em jogada pela direita. Rossi enfiou na frente para Pikachu dentro da área e o lateral chutou meio sem ângulo. A bola foi na rede pelo lado de fora com Muriel em cima do lance.

Vasco melhora e Flu pressiona no fim

Vendo sua equipe pressionada, Vanderlei Luxemburgo mexeu no meio de campo com duas substituições no intervalo e mandou o Vasco para o segundo tempo com Marcos Júnior no lugar de Bruno Gomes e Raul na vaga de Guarín.

Com as mudanças, o Cruz-Maltino conseguiu equilibrar o jogo, que começou em ritmo acelerado na segunda etapa. Com segundos de jogo, Gilberto dominou livre na direita e levantou na área. Ganso cabeceou no canto e Fernando Miguel fez ótima defesa.

Aos cinco, escanteio da esquerda que Yony desviou e a bola sobrou para Marcos Paulo, livre na pequena área, pela direita. O atacante tentou tocar de cabeça e perdeu chance incrível ao errar o gol. O Vasco chegou com perigo aos 14. Pikachu lançou Raul na direita e ele cruzou rasteiro. A bola passou na frente da zaga e Ribamar não alcançou para tocar para o gol.

A torcida pediu e Marcão trocou Ganso por Nenê aos 33, e o meia marcou presença em uma das melhores chances do Flu no jogo aos 34. Com um toque de calcanhar, Nenê serviu Yony na área e este viu a chegada de Danielzinho. De frente para o gol, o meia mandou por cima do travessão. O Flu pressionou nos minutos finais em busca do gol da vitória, mas teve de se contentar com o empate.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE-RJ 0 X 0 VASCO-RJ

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 2 de novembro de 2019, sábado

Hora: 19h (de Brasília)

Árbitro: Raphael Claus (SP)

Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)

VAR: Jose Claudio Rocha Filho (SP)

Cartões amarelos: Nino, Yony González (Flu); Bruno Gomes, Marrony, Richerd (Vasco)

Renda: R$ 399.385,00

Público: 16.056 (14.206 pagantes)

FLUMINENSE: Muriel, Gilberto (Pablo Dyego), Nino, Digão e Caio Henrique; Yuri Lima (Dodi), Allan, Daniel e Paulo Henrique Ganso (Nenê); Marcos Paulo e Yony González

Técnico Marcão

VASCO: Fernando Miguel, Yago Pikachu, Osvaldo Henriquez, Leandro Castán e Henrique (Danilo Barcelos); Richard, Bruno Gomes (Marcos Júnior) e Freddy Guarín (Raul); Rossi, Marrony e Ribamar

Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Futebol