Conteúdo por Gazeta Esportiva

Fluminense teme desmanche na parada para a Copa América

Atualizado

Fernando Diniz está preocupado com um possível desmanche no Fluminense (Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC)

O recesso do Campeonato Brasileiro, por conta da disputa da Copa América, deve ser benéfica para boa parte dos clubes, já que a maratona de jogos tem sido bem desgastante. Porém, no caso do Fluminense, existe o temor que o período seja marcado por um desmanche. A eleição presidencial de sábado, que culminou com a chegada de Mário Bittencourt, parece não ter sido o suficiente para fazer o plantel confiar que a situação financeira possa melhorar.

O Flu perdeu esse ano o zagueiro Ibañez, que se transferiu para a Atalanta da Itália, e o atacante Everaldo, que acertou com o Corinthians. O atacante Luciano, pediu para não enfrentar a Chapecoense, no empate por 1 a 1 em Santa Catarina, para não completar sete jogos pelo Tricolor, deu claro sinais de que deseja defender outra camisa durante o Brasileirão. Atlético-MG e Botafogo monitoram a situação do atleta.

Nos bastidores do Tricolor das Laranjeiras especula-se que outros jogadores estavam planejando deixar as o clube. Sem se aprofundar no tema, mas falando sobre Luciano, o técnico Fernando Diniz demonstrou preocupação com o momento.

“Nós começamos a montar um time, mas alguns jogadores se destacaram e saíram. Fui pego de surpresa com a situação dele e queria que ele estivesse aqui, pois tem contrato e é um jogador importante. O Ibañez saiu, o Everaldo saiu, o Luciano está saindo com 15 gols na temporada”, reclamou Diniz.

O elenco do Fluminense retornou de Santa Catarina nesta sexta-feira e os jogadores foram liberados em seguida. Agora o grupo de jogadores ganha alguns dias de descanso. A reapresentação será em 24 de junho. O próximo compromisso depois do recesso será no fim de semana de 13 e 14 de julho contra o Ceará, no Rio de Janeiro, pela décima rodada do Brasileirão.

Futebol