Conteúdo por Gazeta Esportiva

Gabriel revela ansiedade por chance no Corinthians: “História não acabou”

A temporada de 2019 tem se desenhado de recuperação de espaço para Gabriel dentro do Corinthians. Depois de uma grave lesão no início do ano, o volante disputou apenas uma partida, voltou a receber uma chance no amistoso diante do Botafogo-SP, no último sábado, e agora vive a expectativa de retomar o ritmo de jogo visando uma nova oportunidade e até mesmo a titularidade do time comandado por Fábio Carille.

Em entrevista concedida nesta sexta-feira no Centro de Treinamentos Joaquim Grava, o volante comemorou o retorno aos gramados, a distância dos problemas físicos. Ainda disse, ao mesmo tempo, estar preparado para reencontrar o bom futebol que o fez titular quando chegou ao Corinthians, ainda em 2017, conquistando consecutivamente o Campeonato Brasileiro e o Paulista.

“Ansiedade sempre é grande de poder estar voltando, poder estar vestindo a camisa novamente, entrando em campo. Fique feliz de ter voltado no último jogo, porque mesmo sendo um amistoso tem torcida, estádio. Então foi importante para estar retornando depois de ficar quase cinco meses sem jogar uma partida. Essa volta sempre bate uma ansiedade, mas estou preparado para melhorar a cada dia e ajudar o Corinthians”, disse o volante.

Depois de começar a temporada com uma lesão na coxa direita, Gabriel entrou em campo na partida diante do Novorizontino, pelo Estadual. No entanto, sofreu uma grave lesão em fevereiro e teve de passar por uma cirurgia para corrigir uma desinserção do tendão adutor da perna direita. Desde então, voltou apenas na derrota para o Botinha no último sábado. Agora, o desejo é de recuperar espaço.

“Tenho que treinar bem e estar 100% preparado para quando voltar a ter oportunidade entrar bem e mostrar o meu futebol. Isso é o passo mais simples. A comissão me conhece, todos os jogadores, temos um dia a dia muito saudável. A gente respeita quem entra e sabe que quem jogar vai entrar para ajudar o Corinthians. A gente é frio na análise das coisas certas. O primeiro passo é entrar bem e voltar a ganhar espaço”, comentou, reiterando que “a história no Alvinegro não acabou”.

“Não chegou (proposta) até mim. A gente vê sondagens pela imprensa, mas minha cabeça é voltada para o Corinthians. Tenho contrato até o fim do ano que vem e vejo que minha história aqui não acabou. Vou buscar ganhar mais e escrever minha história ainda maior dentro deste clube”, finalizou Gabriel, que deve entrar no segundo tempo do amistoso frente ao Vila Nova, nesta quinta-feira, no Serra Dourada.

Mais conteúdo sobre

Futebol