Gil aprova apelido no Timão e diz que ‘bateria’ em Pato se roubar seu gol

Divulgação

Em lua de mel com a torcida do Corinthians, Gil é praticamente uma unanimidade entre os titulares do técnico Tite. Tanto que, em menos de um ano de casa, já ganhou apelidos da Fiel. O mais usado, trata-se do Gamarra Negro, que menciona o zagueiro paraguaio Carlos Gamarra, que fez sucesso no Timão entre 1998 e 1999. E a brincadeira está mais que aprovada.

Em entrevista coletiva na tarde da última quinta-feira, o defensou deu risada sobre a alcunha e disse que não esperava um retorno tão rápido dos torcedores alvinegros.

– Para ser sincero, não esperava eesa reação do torcedor (risos). Mas fui muito bem recebido quando cheguei, contei com a ajuda dos companheiros aqui desde o primeiro momento. Fico feliz pelo apelido, espero mantê-lo por um longo tempo – afirmou.

Questionado sobre a sequência de jogos do Timão no Brasileirão (Criciúma, domingo, e Santos, quarta-feira), o zagueiro falou que a ordem é conquistar o máximo de pontos possíveis, mesmo atuando longe do Pacaembu.

– O máximo que a gente puder conquistar vai ser bem vindo para gente poder subir um degrau na tabela do Brasileiro. Seis pontos está bom (risos). A gente sabe que é difícil e pegado, mas vamos em busca das vitórias – ressaltou.

Por fim, Gil comentou do Pato quase ter “roubado” um gol de Paulo André, seu companheiro de zaga. O árbitro Alício Pena Junior chegou a validar o tento para o atacante, mas voltou corretamente atrás na decisão.

– Vou ser sincero. Como não marquei meu golzinho pelo Corinthians, se fosse eu, teria pegado o Pato – brincou o beque de 26 anos.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...