Conteúdo por Gazeta Esportiva

Gildo, autor do gol mais rápido da história do Palmeiras, morre aos 79 anos

Gildo colecionou títulos pelo Palmeiras (Foto: SEP)

Morreu na madrugada desta sexta-feira (2) o ex-atacante Gildo Cunha do Nascimento, aos 79 anos de idade. Ele estava internado há 15 dias no Hospital Sancta Maggiore, em São Paulo, e veio a falecer em decorrência de insuficiência pulmonar.

Gildo foi revelado pelo Santa Cruz e acumulou passagens por Palmeiras, Flamengo e Athletico-PR. Pelo Verdão, onde mais se destacou, conquistou o Torneio Roberto Gomes Pedrosa e a Taça Brasil de 1967, o Rio-São Paulo de 1965 e os Paulistas de 1963 e 1966. Pelo Furacão, venceu o Campeonato Paranaense de 1970.

Além disso, entrou para a história do Palmeiras ao alcançar marcar relevantes pela equipe. No dia 7 de março de 1965, no Maracanã, marcou o gol mais rápido da história do Verdão e do estádio carioca, aos nove segundos de jogo, contra o Vasco. O ex-jogador também foi o responsável pelo primeiro tento alviverde na Copa Libertadores, no dia 4 de maio 1961, contra o Independiente, da Argentina.

Em seus perfis oficiais nas redes, o Palmeiras lamentou o ocorrido. “A Sociedade Esportiva Palmeiras lamenta o falecimento do ex-jogador Gildo, autor do gol mais rápido da história do Verdão, e manifesta condolências aos amigos e familiares”, escreveu a agremiação.

Mais conteúdo sobre

Futebol