Goleiro morre após defender pênalti com o peito

Atualizado

O futebol sul-americano está de luto. O goleiro Ramón Coronel, de 17 anos, morreu durante uma disputa de pênaltis. O atleta defendia o Club Unión de Golondrina que disputa a Liga Norteña, na Argentina.

Goleiro Ramón Coronel defendeu o pênalti, mas caiu desacordado na sequência – Liga Regional Norteña de Fútbol 2016/ Facebook/ Reprodução

Segundo a agência Telám, após fazer a defesa do pênalti com o peito, Ramón levantou, comemorou a defesa e logo na sequência caiu desmaiado no gramado. Quando perceberam que o atleta não tinha reação, os jogadores dos dois times correram na direção do arqueiro e perceberam a gravidade do caso.

Sem ambulância no estádio, o pai do garoto levou o filho ao hospital, mas Ramón já estava sem vida ao chegar lá. O pai do goleiro Eduardo Coronel reclamou da falta de estrutura da competição.  “Não entendo como um jogo pode acontecer sem ambulância no local”, declarou.

O Club Unión Golondrina postou em uma rede social uma mensagem sobre a ausência do atleta. “Amigo nestes momentos Deus te recebe de braços abertos e estamos aqui com o coração em pedaços porque não esperávamos que você fosse sair assim de nossas vidas. Você vai sozinho fisicamente porque em cada um de nós fica o melhor de você. Feliz viagem para a eternidade”.

Vídeo: Club Unión Golondrina Santa Fe/Facebook/Reprodução

Futebol