‘Guerra’ contra o Galo motiva jovens do Corinthians: ‘Não temos de temer’

Tida como 'final antecipada' do Campeonato Brasileiro, partida deste domingo não intimida os jovens Malcom e Guilherme Arana, titulares do Timão com apenas 18 anos

Divulgação

O jogo do próximo domingo, entre Corinthians e Atlético-MG, vem ganhando ares de “guerra” por conta da importância para o desfecho do Brasileirão. Líder e vice-líder entrarão em campo às 17h, no Independência. Os paulistas somam 70 pontos, contra 62 dos mineiros. A grandeza do confronto, no entanto, está longe de assustar os jovens atletas do Timão.

Com apenas 18 anos, os amigos Guilherme Arana e Malcom (se conheceram com dez anos, nas categorias de base do clube) são titulares do Corinthians e vivem a expectativa de conquistar o primeiro título profissional de suas carreiras. Em entrevista concedida nesta quarta-feira no CT Joaquim Grava, a dupla mostrou-se preparada para a “final antecipada” do Brasileirão.

– Isso (jogadores do Atlético-MG tratarem o jogo como uma guerra) é normal. É jogo grande, que decide o campeonato, só que estamos bem treinados. Não temos de temer o que eles falam. É entrar no domingo e fazer um bom jogo – afirmou o lateral-esquerdo Arana.

– É um jogo normal, de três pontos, como sempre tem no Brasileirão. Vale muito para a gente, é claro, e a gente sabe que isso nos incentiva mais, essa história de que o jogo é uma guerra. Sabemos que dará tudo certo se mantivermos o padrão dos últimos jogos – completou o atacante Malcom.

Se vencer o Atlético-MG, o Corinthians abre 11 pontos de vantagem na ponta da classificação restando apenas 15 pontos em disputa. O cenário é animador e, portanto, desperta ansiedade no elenco alvinegro. Os garotos Malcom e Arana que o digam…

– Ficamos ansiosos, porque temos oportunidade de ser campeão brasileiro com 18 anos. Os mais experientes, como Renato Augusto, Gil e Danilo nos ajudam a manter o foco – comentou Malcom.

– Temos que impôr nosso ritmo no domingo, não podemos contar com a vitória nem com a derrota. Temos de trabalhar forte, porque aí os frutos vêm. Estamos ansiosos sim, mas temos de ter os pézinhos no chão. Vamos esperar domingo e se Deus quiser sairemos com esse vitória – acrescentou Arana.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...