Guga chora ao se defender em julgamento de multa milionária

Guga é acusado de usar empresa para pagar menos impostos - Fotos Públicas/Fotojump/Rio Open
Guga é acusado de usar empresa para pagar menos impostos – Fotos Públicas/Fotojump/Rio Open

O tenista Gustavo Kuerten precisou se defender nesta terça-feira (25) em Brasília, no Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais), por ter usado a empresa que tem em sociedade com o irmão Rafael para pagar menos impostos (20%) do que se tivesse declarado premiações recebidas entre 1999 e 2002 como pessoa física (27,5%).

Guga usou a bancada ao lado da advogada e se emocionou quando pediu a palavra para falar do irmão. O fisco entende que a Guga Kuerten Participações e Empreendimentos é uma empresa de fachada e cobra do ex-número 1 do mundo um valor que pode ultrapassar os R$ 5 milhões, segundo o jornal “O Estado de S.Paulo”.

O tenista diz que precisa de uma estrutura empresarial para manter seus projetos. O julgamento foi adiado e será retomado no dia 21 de novembro.

Mais Esportes