Hemerson Maria confirma e meia Alípio pode deixar o Figueirense

Atualizado

Figueirense x Atlético, pela Série B 2019 – Matheus Dias/FFC/divulgação

O técnico Hemerson Maria avaliou a vitória diante do Atlético-GO como positiva, evidentemente, mas valorizou o trabalho da sua equipe que é “organizada” e não deu chance para o seu adversário. Foram, pelo menos, 13 finalizações a gol contra apenas quatro do time goiano. Apesar do volume e das chances desperdiçadas, o comandante alvinegro admitiu muita irritação com o seu time que sofreu forte pressão do adversário.

O Figueirense ganhou e isso que importa. Foi mais ou menos esse o tom da entrevista do técnico Maria, ao final do jogo que culminou com a importante vitória sobre o Atlético. O comandante exaltou sua linha defensiva ao elencá-la como “uma das melhores da competição”, mas prometeu ainda um melhor encaixe nos setores de criação e ataque.

Questionado sobre as alterações promovidas na equipe – foram cinco nomes em relação a equipe que perdeu para o Bragantino, há dez dias – Maria explicou que monta sua equipe de acordo com as dificuldades e o adversário.

Outro tema abordado pelo técnico foi sobre a situação das chegadas e das saídas. Maria aguarda a regularização do zagueiro Héliton e do atacante João Paulo, que devem sair no BID (Boletim Informativo Diário), além de Roberto e Andrigo, dois nomes que ainda devem ser oficializados pelo clube.

Maria explicou a situação do meia Alípio que começou o ano entre os titulares, foi – e é – um dos artilheiros do elenco, mas que não foi sequer relacionado para a última partida e pode estar de saída do clube. Ele admitiu que existe uma negociação junto ao atleta que está emprestado e tem seu passe vinculado à Tombense, do empresário Eduardo Uram.

Além da possível saída do então camisa 20, o lateral Breno e os atacantes Rubens e Yuri já deixaram o clube.

 

Futebol