Conteúdo por Gazeta Esportiva

Hernanes sente o adutor e fará exames para saber gravidade da lesão

Hernanes deixou o campo neste domingo logo aos 15 minutos do segundo tempo após ter entrado na vaga de Luan no intervalo do clássico contra o Santos, neste sábado, pelo Campeonato Brasileiro. Saindo do gramado de maca e aos prantos, o Profeta fará exames neste domingo ou na próxima segunda-feira para saber a gravidade da lesão sofrida no músculo adutor.

“Conversei com o Hernanes agora no vestiário, ele teve uma lesão no adutor, abriu a perna e sentiu o adutor. Agora, a gravidade dela acho que amanhã ou segunda-feira ele fará exames para saber. Espero que não seja nada grave”, disse Cuca.

Ao contrário do que vinha acontecendo nos últimos jogos, contra o Santos Hernanes iniciou a partida no banco de reservas. Tendo como estratégia marcar a saída de bola do Peixe, evitando que o adversário trabalhasse a bola sem dificuldades, Cuca optou por Everton na vaga do Profeta, indicando que o capitão tricolor não teria como lidar com a alta intensidade que o clássico exigia durante os 90 minutos.

“Escolhi os que tinham uma intensidade, uma leveza um pouco maior. Aprimorei isso tirando um volante, dando ao Tchê Tchê essa liberdade no segundo tempo. O Hernanes é importante, como o Hudson, Helinho, Igor Gomes, enfim, todos que entram e fazem a diferença. As trocas que a gente faz são ideias que a gente tem e joga para o campo. Se elas são bem executadas pelos jogadores, você foi bem. Se não, você foi mal. O mérito são deles”, afirmou o treinador são-paulino.

“Tentamos marcar no ataque, até conseguimos algumas vezes pressionar e construir a jogada lá na frente já. Acho que temos que enaltecer muito o jogo, é gostoso você ver um clássico com cinco gols, mais de 34, 35 chutes a gols. Mesmo que o Santos tenha perdido, a gente tem que enaltecer o jogo. Foi um jogão. No segundo tempo fomos melhores, construímos as melhores jogadas, definimos melhor e conseguimos uma importante vitória, coisa que não acontecia há muito tempo, uma vitória em clássico. Nos dá mais confiança para a sequência”, finalizou Cuca.

Futebol