Herói na Copa de 2010, Iniesta garante ter bom nível aos 34 anos

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Autor do gol do título da Copa do Mundo de 2010, Andrés Iniesta jogou apenas uma partida completa no Mundial da Rússia. Aos 34 anos, ele falou à Rádio Marca, da Espanha, sobre o seu nível, a crise com a saída do técnico Lopetegui e as críticas sobre a seleção espanhola.

 Iniesta é um dos destaques da Espanha nesta Copa do Mundo -  AFP
Iniesta é um dos destaques da Espanha nesta Copa do Mundo – AFP

“”Desde os 30 anos eu escuto que estou velho. Dos 30 aos 34 anos eu vivi as melhores coisas possíveis no futebol. Quando as coisas vão bem, dizem coisas bonitas e te colocam no céu””, disse o meia.

O ex-jogador do Barcelona afirmou que os jogadores sabem que podem ter um desempenho melhor nesta Copa do Mundo. A Espanha venceu o Irã e empatou com Portugal e Marrocos na fase de grupos.

“”Não sou ninguém para reprovar nada, cada um tem sua opinião. O jogador não precisa que alguém de fora lhe diga que jogou bem ou mal””, disse.

Às vésperas da estreia da Espanha na Copa da Rússia, uma crise atingiu a seleção. O técnico Julen Lopetegui foi demitido e Fernando Hierro assumiu o comando.

“”Foi uma situação complicada para todos, ninguém gostou de vivenciar, mas aconteceu. A partir de então, o grupo respondeu muito bem e creio que em outras circunstâncias não estaríamos aqui. Ganhar o Mundial está acima de tudo. Foi uma situação difícil””, afirmou.

Depois de superar a fase de grupos em primeiro lugar, a Espanha enfrentará a Rússia. Perguntado se seria o lado mais fácil da chave, Iniesta disse que ainda não pensa sobre isso.

“”Em teoria, não estão as grandes seleções ou os grandes nomes, mas só pensamos na Rússia. Espero que depois deste jogo tenhamos outro oponente””, disse.

Mais conteúdo sobre

Copa do Mundo

Nenhum conteúdo encontrado

Herói na Copa de 2010, Iniesta garante ter bom nível aos 34 anos

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Autor do gol do título da Copa do Mundo de 2010, Andrés Iniesta jogou apenas uma partida completa no Mundial da Rússia. Aos 34 anos, ele falou à Rádio Marca, da Espanha, sobre o seu nível, a crise com a saída do técnico Lopetegui e as críticas sobre a seleção espanhola.

“Desde os 30 anos eu escuto que estou velho. Dos 30 aos 34 anos eu vivi as melhores coisas possíveis no futebol. Quando as coisas vão bem, dizem coisas bonitas e te colocam no céu”, disse o meia.

O ex-jogador do Barcelona afirmou que os jogadores sabem que podem ter um desempenho melhor nesta Copa do Mundo. A Espanha venceu o Irã e empatou com Portugal e Marrocos na fase de grupos.

“Não sou ninguém para reprovar nada, cada um tem sua opinião. O jogador não precisa que alguém de fora lhe diga que jogou bem ou mal”, disse.

Às vésperas da estreia da Espanha na Copa da Rússia, uma crise atingiu a seleção. O técnico Julen Lopetegui foi demitido e Fernando Hierro assumiu o comando.

“Foi uma situação complicada para todos, ninguém gostou de vivenciar, mas aconteceu. A partir de então, o grupo respondeu muito bem e creio que em outras circunstâncias não estaríamos aqui. Ganhar o Mundial está acima de tudo. Foi uma situação difícil”, afirmou.

Depois de superar a fase de grupos em primeiro lugar, a Espanha enfrentará a Rússia. Perguntado se seria o lado mais fácil da chave, Iniesta disse que ainda não pensa sobre isso.

“Em teoria, não estão as grandes seleções ou os grandes nomes, mas só pensamos na Rússia. Espero que depois deste jogo tenhamos outro oponente”, disse.

Mais conteúdo sobre

Esportes