Conteúdo por Gazeta Esportiva

Holanda bate Itália e chega pela primeira vez na semi da Copa do Mundo

Atualizado

A Holanda é semifinalista da Copa do Mundo. Ao vencer a Itália por 2 a 0 neste sábado, o país alcançou um feito inédito ao chegar entre as quatro melhores seleções do Mundial. Com gols de Miedema e Van Der Gragt de cabeça, a equipe fizeram a alegria do estádio lotado de holandeses, uma das torcidas mais animadas da Copa até agora.

Com uma certa dificuldade de ameaçar o gol italiano no primeiro tempo, a Holanda viu as adversárias serem mais perigosas na etapa inicial, mesmo com menos posse de bola. No entanto, a postura holandesa mudou após o intervalo e o gol parecia questão de tempo, já que a Itália mal passava do meio de campo e o ataque da laranja mecânica chegava na área de Giuliani a todo momento.

A campanha holandesa é histórica, assim como a italiana. Pelo lado da Itália, eram 20 anos sem participar de um Mundial, e apenas a terceira vez no torneio, chegando às quartas passando em primeiro lugar em um grupo equilibrado com Austrália e Brasil. Já para a Holanda, é apenas a sua segunda participação na história em Copas. Em 2015, na primeira vez, o país parou nas oitavas de final.

A partida começou com a Itália já propondo mais o jogo, tomando as rédeas das tentativas ofensivas, mesmo que com uma posse de bola menor. Pelo lado holandês, ter o controle da bola não significava levar perigo para a área de Giuliani. As holandesas tinham dificuldade de infiltrar com qualidade e pecavam no último passe.

Já em poucas chances de subida para o ataque, a Itália conseguia ser mais efetiva e chegou a ameaçar a meta de van Veenedaal tanto dentro da área, como com chutes de longa distância. A falta de pontaria e de força foi o que impediu Bergamaschi  e Giacitni de abrirem o placar para as azurre.

Na volta do intervalo, no entanto, foi a Holanda quem passou a concentrar todas as chances reais de gol. Com um domínio da posse de bola rendendo perigo a todo momento na área italiana, as holandesas mudaram a postura do primeiro tempo e não deixavam a defesa adversária respirar.

Desde os primeiros minutos, foi uma sequência de chances criadas pela Holanda, que chegou perto com Martens, Groenen e Donk. Sempre parando na goleira Giuliani e até na própria trave.

Depois de tanto martelar, foi só aos 24 minutos que a Holanda tirou o zero do placar. Em falta cobrada pela esquerda, a bola foi alçada na área na cabeça de Miedema que teve tranquilidade para mandar pro fundo da rede.

E mesmo depois de furar a defesa italiana, a Holanda seguiu pressionando e controlando a partida, sem dar chances para a Itália buscar o empate. Foi com essa postura que aos 34 minutos, em mais uma cobrança de falta, dessa vez pela direita, Van Der Gragt foi quem subiu mais alto na área e mandou uma cabeçada certeira para ampliar a vantagem.

Com a vitória encaminhada, a Holanda administrou a partida, enquanto a Itália pouco conseguiu fazer para tentar diminuir o prejuízo.

Copa do Mundo Feminina