Conteúdo por Gazeta Esportiva

Ídolo do vôlei, Serginho anuncia aposentadoria aos 44 anos

Um dos maiores jogadores do voleibol brasileiro se despediu das quadras de maneira oficial neste sábado. O líbero Serginho anunciou oficialmente a sua aposentadoria, aos 44 anos, depois de uma carreira vitoriosa por clubes e pela seleção brasileira.

Através de suas redes sociais, o Escadinha, como é apelidado, publicou uma mensagem de agradecimento ao fãs e a todos que acompanharam a sua trajetória no vôlei. Nos comentários, diversos atletas, inclusive de outros esportes, parabenizaram e devolveram os agradecimentos a Serginho.

“É meus amigos, chegou a hora de agradecer a todos que tiveram presente comigo direto é indiretamente no voleibol. Nem nos meus mais belos sonhos eu iria imaginar tal feito. Deixo as quadras sorrindo pois entrei nela, sorrindo . Fico feliz de ter ajudado a contribuir com o esporte brasileiro. E que esse legado, dure eternamente. Agora é hora de contribuir fora das quadras. Não fiquem tristes! Quer me deixar feliz! Joguem voleibol. Amo vocês!”, disse o jogador.

Serginho construiu uma das carreiras mais vencedoras com a camisa da seleção brasileira. Em mais de 20 anos representando o país, sempre sob comando de Bernardinho, o líbero conquistou duas medalhas olímpicas de ouro (2004 e 2016) e duas de prata (2008 e 2012), dois mundiais (2002 e 2006), além de outros inúmeros títulos.

Após o ouro nas Olimpíadas do Rio de 2016, Serginho decidiu encerrar o seu ciclo pela seleção. Mesmo assim, seguiu ativo em quadra e passou pelo Corinthians/Guarulhos e pelo Vôlei Ribeirão, seu último clube.

Mais conteúdo sobre

Vôlei

Conteúdo por Gazeta Esportiva

Ídolo do vôlei, Serginho anuncia aposentadoria aos 44 anos

Um dos maiores jogadores do voleibol brasileiro se despediu das quadras de maneira oficial neste sábado. O líbero Serginho anunciou oficialmente a sua aposentadoria, aos 44 anos, depois de uma carreira vitoriosa por clubes e pela seleção brasileira.

Através de suas redes sociais, o Escadinha, como é apelidado, publicou uma mensagem de agradecimento ao fãs e a todos que acompanharam a sua trajetória no vôlei. Nos comentários, diversos atletas, inclusive de outros esportes, parabenizaram e devolveram os agradecimentos a Serginho.

“É meus amigos, chegou a hora de agradecer a todos que tiveram presente comigo direto é indiretamente no voleibol. Nem nos meus mais belos sonhos eu iria imaginar tal feito. Deixo as quadras sorrindo pois entrei nela, sorrindo . Fico feliz de ter ajudado a contribuir com o esporte brasileiro. E que esse legado, dure eternamente. Agora é hora de contribuir fora das quadras. Não fiquem tristes! Quer me deixar feliz! Joguem voleibol. Amo vocês!”, disse o jogador.

Serginho construiu uma das carreiras mais vencedoras com a camisa da seleção brasileira. Em mais de 20 anos representando o país, sempre sob comando de Bernardinho, o líbero conquistou duas medalhas olímpicas de ouro (2004 e 2016) e duas de prata (2008 e 2012), dois mundiais (2002 e 2006), além de outros inúmeros títulos.

Após o ouro nas Olimpíadas do Rio de 2016, Serginho decidiu encerrar o seu ciclo pela seleção. Mesmo assim, seguiu ativo em quadra e passou pelo Corinthians/Guarulhos e pelo Vôlei Ribeirão, seu último clube.

Mais conteúdo sobre

Vôlei