Conteúdo por Gazeta Esportiva

Irregular, Corinthians não engrena na ‘fase’ pré-Copa América do Brasileiro

Após conquistar o Campeonato Paulista mesmo sem demonstrar um bom futebol, o Corinthians entrou para a disputa do Brasileiro almejando, além de uma melhora de desempenho, brigar na parte de cima da tabela. Irregular no início da competição, a equipe de Fábio Carille vai para a pausa da Copa América ocupando apenas a 10ª colocação, com 12 pontos.

Com dificuldades na largada do nacional, o Corinthians, em uma sequência sem compromissos por outros torneios, levou uma vitória nas quatro primeiras partidas – contra a Chape, na Arena. Diante de Grêmio e Vasco da Gama, o time alvinegro não conseguiu sair do empate, além de perder para o Bahia na estreia.

A partir da quinta rodada, porém, o Timão cresceu de produção defensivamente, alcançou seu melhor momento na temporada ao engatar inéditos quatro triunfos seguidos, sendo dois pelo Brasileiro (Athletico-PR e São Paulo), e saltou para a parte de cima da classificação, mas o entusiasmo foi brecado pelo empate sem gols com o Cruzeiro e a derrota para o Santos, na última quarta-feira.

Vale ressaltar que devido ao adiamento da partida com Goiás, o Corinthians vai para a pausa com até dois jogos a menos como mandante em relação aos rivais. O desempenho na Arena, inclusive, é o grande trunfo do Timão no Brasileiro, obtendo duas vitórias em três jogos, sem sofrer sequer um gol. Por outro lado, longe de seus domínios a equipe de Fábio Carille demonstra uma performance preocupante ao contabilizar um triunfo em cinco oportunidades.

Dono de três gols em cinco partidas, Pedrinho apareceu como um dos destaques do Alvinegro até ser chamado para servir a Seleção Olímpica. Fagner, por sua vez, viveu situação parecida. Além do costumeiro trabalho na defesa, o lateral foi bem no ataque com duas assistências antes de se apresentar ao time principal do Brasil.

Com a lesão de Gustagol, Boselli recebeu oportunidades no comando do ataque, mas não correspondeu e passou em branco. O atacante, inclusive, sequer saiu do banco de reservas nos três últimos jogos.

Buscando equilibrar o desempenho dentro e fora de casa, e melhorar as atuações, o Timão terá 20 dias de treinos para o retorno do Brasileiro. O time só volta aos gramados pela competição no dia 14 de julho, quando recebe o CSA, na Arena, pela 10ª rodada.

Copa América