Conteúdo por Gazeta Esportiva

Jade Barbosa precisará de cirurgia e vaga olímpica fica mais longe

A ginasta Jade Barbosa precisará passar por uma cirurgia para a reconstrução do ligamento de seu joelho direito. Conforme comunicado emitido pela Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) nesta terça-feira, a atleta sofreu entorse e, com ressonância realizada, foi constatada a ruptura do ligamento cruzado anterior. Com isso, Jade fica mais distante da Olimpíada de Tóquio.

Recuperação é em cerca de seis a oito meses, colocando a ginasta longe de vaga para Olimpíada (Foto: Reprodução/Instagram)

A brasileira sofreu a lesão na chegada do salto durante o Campeonato Mundial em Stuttgart, no último sábado, no dia 5 de outubro. Sem ela, a Seleção Brasileira não conseguiu se classificar na categoria equipes nos Jogos Olímpicos do próximo ano, porém, Flávia Saraiva já está garantida. Além disso, em 2020, o país poderá classificar mais duas ginastas, uma pelo Circuito da Copa do Mundo por aparelho e outra pelo Pan da modalidade.

O tempo estimado de recuperação para a operação de Jade Barbosa é de seis a oito meses e, portanto, ela teria um período muito curto de preparação para buscar uma das vagas remanescentes para disputar a Olimpíada. Vale lembrar que, além dela, Rebeca Andrade também se recupera desse tipo de cirurgia.

Confira abaixo o comunicado oficial completo:

Em relação à situação física da ginasta Jade Barbosa, segue comunicado do médico da delegação do Brasil no Campeonato Mundial de Stuttgart (ALE), Dr. Rodrigo Sasson:

“A atleta Jade Barbosa sofreu entorse do joelho direito na chegada do Salto durante o Campeonato Mundial em Stuttgart no sábado, 5 de outubro.

Após a avaliação da equipe médica, a atleta realizou Ressonância Magnética que evidenciou ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho direito.

Jade encontra-se em tratamento com a equipe multidisciplinar COB/CBG em Stuttgart e será submetida a tratamento cirúrgico no Rio de Janeiro, após a sua volta.”

Mais Esportes