JEC não pode errar no Scarpelli

Estadual 2012. Argel quer o time jogando com inteligência para buscar a classificação para a final

   

Carlos Junior/ND

Treinador mantém dúvidas que devem ser resolvidas apenas neste sábado

 

     O futebol é cheio de chavões. Um deles diz que as decisões são definidas por quem errar o mínimo possível. Verdadeiro ou não, o técnico Argel Fucks não dispensa o clichê para receitar o caminho da vitória do JEC, domingo, às 18h30, contra o Figueirense. Segundo ele, o plano “erro zero” funcionou bem esta semana para Ponte Preta, Chelsea e Bayern, que derrotaram os favoritos Corinthians, Barcelona e Real Madrid no Campeonato Paulista e na Liga dos Campeões. Portanto, o Tricolor deve seguí-lo a risca para avançar à final do Campeonato Catarinense, afinal, estará do outro lado a equipe de melhor campanha, apontada por muitos como provável campeã do Estado.

   A teoria do treinador tem fundamento. Na semana passada, quando tentou reverter a vantagem do Figueirense, o Joinville deixou de aproveitar chances como o placar favorável e o jogador a mais em campo. No segundo tempo, acabou punido na única finalização do Alvinegro. O empate custou caro e agora obriga o JEC a vencer na Capital, tirando a invencibilidade do Figueirense no Orlando Scarpelli.

   Sem o atacante Lima e o meia João Henrique contundidos, Argel preferiu até adiar a divulgação da escalação. Nas últimas rodadas, confirmava o time depois do coletivo. Desta vez, fará o anúncio no último treino. Tudo para ter certeza de não errará na formação dos titulares. “Nós vamos jogar o jogo de forma inteligente. Teremos quatro ou cinco oportunidades e precisaremos aproveitá-las. São 90 minutos para errar o mínimo possível”, concluiu.

Duas novas opções

    Argel tem duas dúvidas na escalação do JEC. Ambas são no setor ofensivo. Ramon e Alex podem deixar o time e dar lugar a Tiago Real e Aldair, respectivamente. Os reservas tiveram bom desempenho no treino coletivo de sexta e colocaram dúvidas na cabeça do comandante. “Futebol é momento. Precisamos ver quem está melhor”, afirmou, sem dar pistas. Segundo ele, independentemente das escolhas, não haverá surpresas, pois Real e Aldair costumam aparecer na equipe.

Figueira mexe no meio

    O Figueirense deverá ter duas ausências na equipe. O atacante Julio Cesar e o meia Botti se recuperam de lesão e não participaram do treino de sexta. Com a suspensão do volante Túlio, o treinador Branco promoveu mudanças no time que enfrentou o JEC no domingo passado. Jackson, volante que subiu em 2011 da base, entrou no lugar de Túlio, enquanto Doriva fez a função de terceiro homem do meio-campo.

   Na frente, Roni foi mantido, mas desta vez ao lado de Aloisio, que retornou em bom nível aos trabalhos. Fernandes foi recuado do ataque para o meio-campo.

Acesse e receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo