JEC perdeu no meio-campo

      O Joinville teve oportunidades de empatar, mas esteve longe de fazer uma partida boa contra o Avaí, ontem, na Ressacada. O grande segredo deste duelo foi o meio-campo. Enquanto o Leão tinha consistência e força lideradas por Cléber Santana, o Tricolor viu jogadores rendendo abaixo do esperado em posições diferentes. Cito os casos de Glaydson e Ricardinho, por exemplo. O primeiro não pôde ser útil ao ataque porque tinha outra função e o segundo não esteve bem na marcação do lado esquerdo. Normalmente, quem faz isso é Glaydson, que jogou recuado. Deste modo, Gilton esteve desprotegido em boa parte do tempo e foi pelo lado direito de ataque que o Avaí criou as melhores oportunidades. Até o gol saiu por este setor, numa desatenção da defesa em lateral cobrado rapidamente. Adicione aí a saída de Tiago Real e uma atuação apática de João Henrique. Pronto, temos um meio sem força para defender e atacar. Ramon até entrou bem, Carlos Alberto melhorou a marcação pelo lado direito, mas foi muito pouco para buscar o empate.

Problemas

    Faltou sorte também ao JEC. O Tricolor perdeu dois jogadores lesionados aos 28 minutos do primeiro tempo. Deste modo, Argel teve de esperar mais para tentar alguma mudança no estilo de jogo do time.

Classificação

    Embora tenha ficado longe do título do returno, o Joinville ainda deu sorte com os resultados da rodada. Para classificar, o Tricolor terá de apenas fazer o “serviço” no rebaixado Brusque, em Joinville. O título do returno só virá caso o Figueirense não o queira. Deste modo, a aposta da coluna, há uma semana, se concretiza. O Alvinegro da Capital chega à última rodada com a confortável vantagem de escolher o seu adversário nas semifinais. Se vencer o returno, abre uma terceira vaga pelo índice técnico. Caso contrário, deixa o caminho livre para o JEC e “escolhe” apenas dois classificados pelo índice técnico. De qualquer maneira, teremos uma última rodada emocionante no Estadual. E podem ter certeza: vai ter muita gente dando “estímulos” para o Brusque na rodada decisiva. O JEC que se cuide!

– Rodrigo D’Alonso Ferreira fazia partida razoável na Ressacada. Mas o pênalti marcado contra o Joinville e a expulsão do zagueiro Pedro Paulo complicaram sua atuação. Ali, ele praticamente decidiu o jogo. E olha que Rodrigo estava em cima do lance. Erro feio!

– Glaydson e Pedro Paulo estão suspensos e não poderão reforçar o JEC na partida contra o Brusque. No momento, este é o maio problema do técnico Argel, que não consegue repetir escalações. Fabiano Silva retorna, mas Lima, lesionado, será outro desfalque para o comandante.

– Hoje, poderemos ter novidades a respeito do caso da possível locação da Arena por parte do Atlético-PR na Série B. O Joinville conduz a negociação que, segundo alguns diretores, seria muito boa financeiramente. Resta saber qual será a posição da Felej, pois é ela quem administra o estádio.

– O Tricolor se reapresenta na terça-feira. Esta semana será longa, de muito trabalho e especulação devido às várias possibilidades de classificação.