Conteúdo por Gazeta Esportiva

Jesualdo explica estratégia e analisa postura do Santos na estreia

Após 12 dias de preparação, o Santos sofreu para empatar com Red Bull Bragantino, em partida válida pelo Campeonato Paulista. Depois da estreia no comando do Peixe, Jesualdo Ferreira concedeu entrevista coletiva na Vila Belmiro e passou suas primeiras impressões sobre o elenco.

“Vocês conhecem os jogadores melhores que eu. Jogamos em casa, primeiro jogo. Eles ainda têm muitas coisas na cabeça. No entanto, em grande parte do jogo, eles foram capazes de jogar da forma que eu quero. O intuito é dar pouco espaço para o adversário, ser rápido na troca de passes e explorar a velocidade dos atacantes. A segunda fase do jogo, que é chegar ao gol adversário, manter a bola, em alguns momentos fizemos”, analisou.

O treinador português também explicou a opção por escalar Alison, capitão do time na noite desta quarta-feira, como primeiro volante. Sob a visão dele, o camiseta 5 tem mais vigor físico em comparação com Diego Pituca, jogador com características mais ofensivas.

“Eu gosto mais do Alison nessa posição do que o Pituca. O Pituca tem uma capacidade importante que é de entrar em zonas ofensivas. Isso é mais importante. O Alison tem mais poder físico, capacidade de poder, quando a equipe abaixa, fazer um tampão. Não se esqueça que do lado direito tem o Carlos”, completou.

Por fim, Jesualdo destacou mais um defeito do Santos contra o Bragantino.

“Ainda falta intensidade para jogar no ritmo que eu quero”, finalizou.

Líder do Grupo A, o Santos volta a campo já nesta segunda-feira. Em busca de primeira vitória sob o comando de Jesualdo Ferreira, o Peixe enfrenta o Guarani, às 20 horas (de Brasília), no Estádio Brinco de Ouro da Princesa.

Futebol