Joinville vai mal e perde para o Brusque fora de casa

Derrota por 1 a 0 foi o oitavo jogo sem vencer do Tricolor no Catarinense

João Lucas Cardoso/JEC/Divulgação/ND

Faltou vencer, mas agua foi o que não faltou no Augusto Bauer, em Brusque

Outra noite de muita chuva, outra noite de fraca atuação e raras chances de gol. Assim, o Joinville terminou sua oitava partida sem vitória no Campeonato Catarinense 2016. Sem vencer desde a primeira rodada, o JEC entrou em campo contra o Brusque, fora de casa, na quinta-feira (3), para cumprir tabela na última rodada do turno. Pior do que não vencer, o Tricolor não foi bem, pouco chutou em gol e perdeu para o Brusque por 1 a 0. O JEC volta a campo no domingo (6), em casa, diante do Guarani de Palhoça na primeira rodada do turno.

Com muita água no gramado, era imaginável que as chances de gol seriam raras no Augusto Bauer. Para ajudar, o Brusque perdeu seu único atacante, Giancarlo, que se machucou na metade da primeira etapa. No lado do JEC, o técnico Hemerson Maria sacou o atacante Juninho e colocou Diones. Logo, as ações do jogo ficaram no meio de campo com o Brusque com seis jogadores no meio e o JEC com quatro volantes.

A melhor chance do JEC foi com Willian Popp chutando desviado na trave aos 10 minutos da primeira etapa. O Brusque teve as melhores oportunidades, principalmente nos escanteios, foram oito nos 45 minutos iniciais.

A segunda etapa começou como a primeira: passes errados e quase zero de lucidez ofensiva de ambos os lados. No Tricolor, aos 15 minutos, o quinto volante entrou em campo, com Diego Felipe entrando no lugar do lateral-esquerdo Diego. Com isso Kadu foi deslocado para o lado canhoto do campo.

Aos 20, a melhor chance do JEC. Em cobrança de falta de Edson Ratinho, o camisa 2 chutou bonito por cima da barreira e acertou a trave.

Aos 28, um lance recorrente resultou em gol do Brusque. No 14º escanteio do time da casa, o goleiro Jhonatan afastou mal e Alemão aproveitou o rebote, mesmo cercado de marcadores.

Desde então, só o que se viu no Augusto Bauer foi protestos da torcida contra as fracas atuações do Tricolor, que só venceu uma partida no ano.

Aos 47 minutos do segundo tempo, a segunda chance clara do JEC, em giro de William Paulista que, na sua primeira finalização sua no jogo, chutou à esquerda de João Paulo.

Ficha Técnica

Local: Augusto Bauer, Brusque. Data: 3/3 (quinta-feira). Hora: 21h30. Árbitro: Bráulio da Silva Machado. Auxiliares: José Roberto Larroyd e Fabiano Coelho da Silva. Cartões Amarelos: Mineiro, Alemão (B) e Naldo, Anselmo (J). Cartão Vermelho: Kadu (J). Gol: Alemão, aos 28 minutos do segundo tempo (B).

Brusque

João Paulo; Alemão, Maurício, Cleyton e Adãozinho (Mineiro); Cambará, Ruan e Carlos Alberto; Assis (João Neto),  Paulinho e Giancarlo (Aelson).

Técnico: Mauro Ovelha

Joinville

Jhonatan; Edson Ratinho, Rafael Donato, Victor Oliveira (Danrlei) e Diego (Diego Felipe); Naldo, Anselmo e Kadu; Willian Popp, Juninho (Diones) e William Paulista.

Técnico: Hemerson Maria

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...