Conteúdo por Gazeta Esportiva

Justiça condena Electronic Arts por uso indevido de imagem de mais de 1.500 atletas

O Sindicato dos Atletas Profissionais do Estado de São Paulo emitiu uma nota no final da tarde desta sexta-feira, em que consta uma vitória da corporação na Justiça contra a Electronic Arts, empresa produtora dos jogos “Fifa Soccer” e “Fifa Manager”.

(Foto: Reprodução/ EA Sports)

A juíza Marcia Tessitore, da 14ª Vara Cível de São Paulo, condenou a EA Sports a indenizar 1.535 jogadores que tiveram suas imagens usadas indevidamente em games da companhia.

Inicialmente, seriam pagos R$ 5.000,00 a cada atleta por danos morais, mais danos materiais, em quantia a ser apurada. Caso as aparições nos videogames se repitam, os valores podem subir para R$ 100.000,00, para cada violação. Como a decisão é em primeira instância, cabe recurso.

A atuação do Sindicato se deu em função de 11 versões do ‘Fifa Soccer’- de 2005 a 2016, exceto 2015, e nove do ‘Fifa Manager’- 2006 a 2014. Entre os jogadores que tiveram seus direitos infringidos, se encontram Neymar, Ronaldo Fenômeno e Rogério Ceni.

Mais conteúdo sobre

Futebol