Conteúdo por Gazeta Esportiva

Lateral, volante e ponta: Tuchel mostra onde Daniel Alves pode atuar no São Paulo

Novo reforço do São Paulo, Daniel Alves se destacou na última temporada do Paris Saint-Germain, comandado por Thomas Tuchel, por sua versatilidade e a prova disso é de que chegou a atuar em cinco posições diferentes, divididas entre funções do lado direito do campo e centralizado como meio-campista, de acordo com o site especializado Transfermarkt.

Buscando dar maior liberdade de apoio para os laterais, Tuchel optou por jogar com três zagueiros em várias partidas e, desse modo, a posição em que Daniel Alves mais contribuiu foi como um meia aberto pela direita, onde atuou em 14 das 32 partidas em que participou, marcando um gol e dando duas assistências.

Em seguida, desempenhou a função de meio-campo centralizado, seja protegendo a zaga como um volante ou com carta branca para avançar e entrar na área como segundo homem. Ao todo, foram 10 partidas atuando dessa forma, mas sem tentos ou passes para companheiros irem às redes.

É jogando em sua função original, porém, que Daniel Alves somou os melhores números em média. O brasileiro atuou apenas seis vezes como lateral-direito em uma linha defensiva com quatro jogadores. Ainda assim, contabilizou um gol e deu duas assistências.

Por fim, o ex-atleta do time parisiense também foi escalado por Tuchel como ponta pela direita, sem precisar sequer voltar para marcar em duas oportunidades, e correspondeu ao dar dois passes para tentos.

A versatilidade de Daniel Alves possivelmente será levada em conta por Cuca. Com a chegada de Juanfran, mais um lateral-direito, o multicampeão pode ser usado de novo no meio-campo, seja aberto pela direita ou centralizado.

Mais conteúdo sobre

Mais Esportes