Conteúdo por Gazeta Esportiva

Leco, Zé Roberto e Morumbi: Saiba como o São Paulo voltou ao mundo do vôlei

José Roberto Guimarães e Leco estiveram na apresentação da equipe (Foto: Rubens Chiri/SPFC)

O São Paulo apresentou na última sexta-feira a parceria com o Barueri para disputar as principais competições do vôlei feminino no Brasil. A ideia, no entanto, surgiu há alguns meses, quando José Roberto Guimarães, treinador da Seleção Brasileira feminina e são-paulino, foi ao Morumbi para assistir uma partida de seu clube do coração a convite de Raí, diretor-executivo de futebol do Tricolor.

Amante dos esportes olímpicos e especialmente do vôlei feminino, o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, chamou o consagrado técnico para sua tribuna a fim de uma conversa.

“Eu fui lá cumprimentá-lo e ele disse: ‘Você sabia que eu adoro vôlei?!’ Ele começou a falar de vôlei, e mostrou saber de tudo. Na minha cabeça, ele não sabia nada, estava sendo só simpático. Mas não, ele elogiou várias jogadoras, falou que sempre adorou a modalidade e que gostaria de montar um time aqui no São Paulo”, revelou Zé Roberto.

“Nasceu da minha paixão pelo esporte, de quanto eu gosto de voleibol, nasceu do meu cultivo pelo esporte olímpico e de um encontro casual com o Zé Roberto em um jogo de futebol aqui no Morumbi, onde eu perguntei para ele se haveria a possibilidade de nós desenvolvermos algum projeto. E ele me disse: ‘Vamos conversar no momento que eu acreditar que há a possibilidade’”, reforçou Leco.

A primeira conversa aconteceu antes da Liga das Nações, que iniciou em maio. Após o contato inicial, o treinador esperou um momento mais oportuno e telefonou para o presidente para colocar o plano em prática.

“Quando a gente teve a oportunidade, eu liguei para ele: ‘Está de pé aquele convite?’. Ele respondeu: ‘Vamos conversar’. Eu vim e ele falou: ‘Eu quero esse projeto, me interessa a base, adoro esportes olímpicos. Já tenho o basquete e quero agregar o vôlei’. Assim que fizemos”, declarou Zé Roberto.

“Logo no começo da temporada nós combinamos sobre isso e aí desenvolvemos com o presidente do Barueri (Arnaldo Murasaki) e com a Carol, filha do Zé Roberto, todos os detalhes para que se chegasse a um bom termo”, completou Leco.

Desse modo, o São Paulo volta ao mundo do vôlei depois de duas parcerias que não tiveram sucesso. Em meados dos anos 2000, o clube firmou acordo com a Ulbra, do Rio Grande do Sul, para a disputa de competições masculinas, mas a iniciativa não durou por muito tempo, assim como a mais recente, com o Vôlei Taubaté, em 2015. Agora, o Tricolor se junta a Flamengo e Fluminense na ala feminina da modalidade.

*Especial para a Gazeta Esportiva

Vôlei