Conteúdo por Gazeta Esportiva

Léo Valencia vai treinar separado e pode deixar o Botafogo

Sem espaço no Botafogo, Léo Valencia se aproxima de saída do clube (Foto: Vitor Silva/BFR)

Sem chances de atuar desde que Eduardo Barroca assumiu a direção técnica do Botafogo, o meia Léo Valencia não pretende continuar no Alvinegro de General Severiano e já conversou com dirigentes sobre a sua vontade de procurar novos rumos para a sua carreira. O jogador chileno deve treinar em horário separado do restante do elenco até que a sua situação seja definida. Na quinta-feira, Valencia não apareceu para treinar porque estava com febre e foi liberado da atividade pelo departamento médico.

Léo Valencia chegou ao Botafogo em 2017 e tem contrato até o final de julho. Existe uma cláusula no contrato do jogador que prorroga o vínculo de forma automática, mas nenhuma das partes está interessada no prosseguimento do acordo.

Até agora, o Alvinegro de General Severiano não recebeu qualquer proposta por Valencia e acredita que isso deve acontecer após o final da Copa América. Pelo Botafogo, Léo Valencia disputou 73 partidas e marcou cinco gols.

Na próxima semana, a diretoria vai começar a estudar a situação dos jogadores que estão perto do encerramento do contrato como Diego Cavalieri, Rodrigo Pimpão, Alan Santos e Gilson. O clube já manifestou interesse na permanência do goleiro e de Pimpão, mas espera um parecer da comissão técnica sobre o lateral-esquerdo Gilson e o volante Alan Santos.

Futebol