Conteúdo por Gazeta Esportiva

Liziero ganha pontos após San-São e pode retomar titularidade

Liziero mostrou mais uma vez o porquê de a torcida clamar tanto pela sua titularidade. No último sábado, o segundo volante entrou na vaga de Jucilei e mudou completamente o meio-campo tricolor, dando mais dinâmica à equipe sem perder poder defensivo. Justamente por isso, sua presença entre os 11 iniciais no próximo domingo, contra o Ceará, é bastante provável.

Mas, apesar da boa atuação de Liziero no clássico em plena Vila Belmiro, Fernando Diniz adotou um tom moderado ao comentar sobre o jogador. Apostando em Jucilei como primeiro homem do meio-campo, o comandante são-paulino foi bastante sucinto quando questionado sobre as melhorias que a cria de Cotia proporcionou ao time.

“Aí tem que perguntar para a mãe Dinah”, disse Fernando Diniz ao ser questionado se o São Paulo venceria o jogo caso Liziero tivesse sido titular. “Eu não tenho como responder isso daí porque [o Liziero] não começou [como titular]. A história segue só uma vez, e a história desse jogo foi escrita assim”.

“Ele não começou, entrou depois e o time melhorou, não só pela entrada do Liziero, ajudou, mas o Tchê Tchê também recuou, dá mais ritmo ao jogo. O time mudou a postura também. A solução no futebol nunca é tão simples, nunca é um fato só, mas, sim, uma cadeia de fatos”, completou Fernando Diniz.

Caso o treinador do São Paulo opte por manter Liziero no time titular, Tchê Tchê, que hoje exerce a função de segundo volante, será recuado para a cabeça de área. Substituto natural de Jucilei, Luan seria outra alternativa, mas dificilmente Fernando Diniz irá sacar o jogador que treinou nos tempos de Audax do time.

Com uma semana cheia para trabalhar, Fernando Diniz e seus comandados enfrentarão o Ceará, na Arena Castelão, no próximo domingo, às 19h (de Brasília).

Futebol