Conteúdo por Gazeta Esportiva

Liziero segue treinando afastado e nega culpa por lesões recorrentes

Longe dos gramados desde o empate sem gols com o Bahia, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, no dia 19 de maio, Liziero segue treinando separado do elenco do São Paulo. Passada a primeira semana de intertemporada do Tricolor em Cotia, o volante comentou sobre seu tratamento e as expectativas em relação ao reinício do Campeonato Brasileiro.

Liziero sofreu uma entorse no tornozelo direito na partida contra o Bahia depois de um choque com Gregore. Sem condições de continuar em campo, o volante são-paulino foi para o vestiário aos prantos, bastante decepcionado, uma vez que as lesões vêm o assombrando há tempo.

“Eu ainda estou um pouco longe dos treinamentos, porque enquanto eles treinam, estou fazendo tratamento. Mas, pelo que vi de energia do time, dos treinos, quando vou para o campo, estamos ambiciosos, focados para continuar o campeonato e ir bem de novo”, disse Liziero durante evento da adidas.

Os problemas físicos começaram a assombrar Liziero logo no início do ano, mais precisamente no confronto com o Guarani, no dia 31 de janeiro, pela primeira fase do Campeonato Paulista. Na ocasião, o volante sofreu uma entorse no tornozelo direito e ficou de fora de dez partidas, incluindo os dois decisivos jogos da Pré-Libertadores contra o Talleres.

Depois, às vésperas da final do Paulistão, contra o Corinthians, Liziero sofreu um estiramento na coxa esquerda durante os treinamentos e ficou de fora de mais duas partidas de extrema importância para a equipe. Como se não bastasse, o volante sofreu nova entorse no tornozelo direito no dia 19 de maio, no empate sem gols com o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro, que o tirou das oitavas de final da Copa do Brasil.

“Eu tomei duas chegadas, uma contra o Guarani e outra contra o Bahia, que não foram culpa minha. Foi algo que aconteceu, mas minha cabeça está boa e é trabalhar para recuperar e, quando voltar, poder fazer um bom futebol”, prosseguiu. “Tomei duas chegadas que aconteceram, mas estou tranquilo, fazendo minha parte e agora é dar sequência”.

Com ou sem Liziero, o São Paulo terá um importantíssimo compromisso assim que a Copa América acabar. No próximo dia 13 de julho, às 19h (de Brasília), no estádio do Morumbi, Cuca e seus comandados recebem o Palmeiras, líder do Campeonato Brasileiro, precisando urgentemente reagirem na competição.

Mais conteúdo sobre

Futebol