Longe dos campos há mais de um ano, Adriano segue marcando gols na web

Atacante mata saudade dos campos postando vídeos balançando as redes pelo mundo

Divulgação

Rafael Pereira e Vinícius Perazzini

Rio de Janeiro (RJ)

Se Adriano Imperador não balança as redes desde 8 de abril de 2014, fora de campo o ídolo da torcida rubro-negra segue no auge. Calma, o atacante não acertou com nenhum clube. Mas para matar a saudade dos fãs, o jogador posta no Facebook, constantemente, fotos e gols marcantes nos tempos de Internazionale, Flamengo e Seleção Brasileira. Nesta temporada de 2015, desde janeiro, o Impera já contabiliza 46 gols virtuais. Para efeito de comparação, Ricardo Oliveira, artilheiro do ano no Brasil, fez “apenas” 36 nos gramados da vida real.

No último de seus gols virtuais (veja o vídeo ao fim da nota), em 25 de outubro, Adriano “balançou” as redes do seu jeito clássico. Em cobrança de falta ensaiada, a bola foi tocada para o camisa 10, que acertou uma pancada forte, no ângulo, sem chances para o goleiro do Parma.

Se a Seleção Brasileira sente a ausência de um camisa 9, os problemas, enfim, acabaram. O Impera também marcou, foi decisivo e ajudou o Brasil contra Argentina, Chile, Estados Unidos, Nigéria e até contra a poderosa Alemanha.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...

Longe dos campos há mais de um ano, Adriano segue marcando gols na web

Atacante mata saudade dos campos em postagens na rede social

Divulgação

Se Adriano Imperador não balança as redes desde 8 de abril de 2014, fora de campo o ídolo da torcida rubro-negra segue no auge. Calma, o atacante não acertou com nenhum clube, mas para matar a saudade dos fãs, o jogador posta no Facebook, constantemente, fotos e gols marcantes nos tempos de Internazionale, Flamengo e Seleção Brasileira. Nesta temporada de 2015, o Impera já contabiliza 46 gols virtuais. Para efeito de comparação, Ricardo Oliveira, artilheiro do ano no Brasil, fez “apenas” 36.

Na última semana, Adriano “balançou” as redes do seu jeito clássico. Em cobrança de falta ensaiada, a bola foi tocada para o camisa 10, que acertou uma pancada forte, no ângulo, sem chances para o goleiro do Parma.

Se a Seleção Brasileira sente a ausência de um camisa 9, os problemas, enfim, acabaram. O Impera também marcou, foi decisivo e ajudou o Brasil contra Argentina, Chile, Estados Unidos, Nigéria e até contra a poderosa Alemanha.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...