Conteúdo por Gazeta Esportiva

Lugano fala sobre Arboleda com camisa do Palmeiras: ‘Burrice e ingenuidade”

Diego Lugano, superintendente de relações institucionais do São Paulo, foi mais um a comentar a polêmica na qual Arboleda se envolveu durante suas férias, quando vestiu a camisa do Palmeiras. Multado pela diretoria tricolor, o zagueiro agora tenta deixar o fatídico episódio para trás, episódio esse categorizado por Lugano como “burrice e ingenuidade”.

“Está claro que é inadmissível que um jogador do São Paulo vista a camisa do rival, seja no lugar que for, isso é inadmissível. Por isso, o clube decidiu multar o Arboleda. Cada caso é um caso e tem que ver bem o que aconteceu. Ninguém melhor que nós para saber quando é ingenuidade e burrice e quando é mau-caráter, como a torcida pensou. Posso garantir ao torcedor que no caso do Arboleda foi burrice, ele não fazia a mínima ideia se a camisa era do México, da Bolívia, da Chapecoense, de Camarões ou do Palmeiras”, afirmou Lugano.

Arboleda vestiu a camisa do Palmeiras durante suas férias no Equador (Foto: Reprodução/Instagram)arboled

O agora dirigente são-paulino, inclusive, deu um exemplo de outra situação que envolveu um atleta do clube há muitos anos. Em 2003, o então zagueiro flagrou um companheiro de equipe comemorando um gol do Corinthians durante uma partida do Campeonato Brasileiro, motivo suficiente para ele cobrá-lo no melhor estilo Diego Lugano.

“O que eu acho que é mau-caráter, por exemplo, foi o que aconteceu uma vez em 2003, na concentração do São Paulo. Estávamos assistindo um jogo do Brasileirão, e um companheiro comemorou o gol do Corinthians. Eu que não entendia muito, sabia que estava errado e dei um tapa na cabeça dele. Isso não se faz, por respeito a nós, à torcida. Isso é mau-caráter. O Arboleda já entendeu, foi multado, pediu desculpas e bola para frente. Tomara que o torcedor consiga entender o contexto da situação”, completou.

Mais conteúdo sobre

Futebol