Mano lamenta chances perdidas pelo Cruzeiro e fica na bronca por derrota

Mano Menezes lamenta derrota para o São Paulo em jogo de grandes chances para o Cruzeiro (Foto: Divulgação)
Mano Menezes lamenta derrota para o São Paulo em jogo de grandes chances para o Cruzeiro (Foto: Divulgação)

Assim como aconteceu no duelo contra o Corinthians, o Cruzeiro voltou a pecar nas finalizações diante do São Paulo, neste domingo, no Mineirão e mais uma vez encerrou sua participação na rodada com derrota por 2 a 0. Em entrevista coletiva concedida após a partida, o técnico Mano Menezes minimizou as chances perdidas pela equipe celeste, pediu paciência para trabalhar nos últimos dias e ajustar os erros, mas também falou da qualidade do São Paulo em aproveitar lances pontuais na partida.

– Perdemos um jogo que o adversário chutou duas bolas ao gol e que nós criamos oportunidades para não perder a partida. A bola não entrou nem na penalidade máxima em um momento bom, de pressão e com volume. Era a hora de empatar, mas deixamos escapar e tomamos o segundo gol. Essas coisas acontecem, temos que saber analisar. Detalhes estão escapando e não podem escapar. Por isso que o adversário está sendo mais feliz que a gente, como foi nos últimos dois jogos – disse o treinador no início da coletiva.

Apesar de Barcos ter desperdiçado um pênalti no travessão, o Cruzeiro teve chances claras de gol, como na falta cobrada por Edilson ainda na primeira etapa, em que Sidão espalmou e voltou para Mancuello, que só precisava empurrar para o gol, mas errou. No segundo tempo, Arrascaeta teve duas chances, mas novamente errou na finalização. Questionado sobre as falhas cometidas no momento do gol, Mano indicou como os erros devem ser corrigidos para não refletirem nas próximas rodadas.

– (Temos que ter) Tranquilidade, colocar as coisas no lugar. Se a equipe não estivesse criando, o problema é na estruturação, na construção daquilo que se pensa em termos de tática para cada jogo. Mas está criando. Perdeu gols incríveis contra o Corinthians, hoje de novo, gol de penalidade máxima, mas não sou aqueles que acham que é tão simples assim. Quando essas coisas acontecem, elas têm explicações, provavelmente não são as que as pessoas querem ouvir, porque dirigem individualmente para esse ou aquele e futebol não é individual. É coletivo.

A segunda derrota consecutiva custou caro ao Cruzeiro, que perdeu duas posições na tabela e deixou a zona classificatória para a Taça Libertadores (G-6). Agora, a equipe está na oitava colocação, com 24 pontos. Sem compromisso do Campeonato Brasileiro no meio da semana, o time celeste volta a focar suas atenções na disputa da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, Cruzeiro e Santos se enfrentam às 19h30, na Vila Belmiro, na primeira partida das quartas de final.

Mais conteúdo sobre

Esporte